Do Mais Goiás

Contra Bolsonaro no segundo turno, Maia diz que votaria em Lula

Ex-presidente da Câmara, contudo, defende um nome forte do centro liberal

DEM anuncia expulsão de Rodrigo Maia por infração disciplinar
(Foto: Reprodução / Facebook)

Ao Uol Entrevista, o ex-presidente da Câmara Federal, deputado Rodrigo Maia (DEM) afirmou que, contra Bolsonaro (sem partido), votaria em Lula (PT) em 2022. “Se esse fosse o segundo turno, com certeza [votaria em Lula]”, disse em entrevista.

Segundo o parlamentar, ele não costuma votar nulo ou branco. “Tenho sempre posições. No segundo turno, entre o candidato que eu considero democrático – que tem avanços importantes no Brasil, mas cometeu erros também – e outro que eu acho que não respeita as instituições democráticas, é óbvio que vou votar pela democracia”, declarou.

Maia avaliou, ainda, que, na eleição de 2022, muitos antipetistas de 2018 podem reavaliar o voto e optar pelo ex-presidente Lula. Apesar disso, ele avalia que muitos do mesmo campo dele, que ele classifica como centro liberal, poderiam construir um nome.

Assim, ele avalia que o ideal seria aglutinar forças em torno de uma candidatura, citando pré-candidatos como Ciro Gomes (PDT) e João Doria (PSDB). “Acho que o Ciro pode liderar. Ele tem se aproximado de partidos do centro liberal, do DEM. Pode ser uma alternativa.”