Do Mais Goiás

Consumidores movimentam a região da Rua 44 durante as férias

O polo de confecção e moda se consolida como um dos principais pontos turísticos da Capital e atrai visitantes no mês de julho

O mês é de férias, mas não para os milhares de lojistas da região da Rua 44 em Goiânia, que estão trabalhando muito, mas comemorando as boas vendas neste mês de julho. É que segundo muitos comerciantes, o movimento está 30% melhor do que na comparação no mesmo período no ano passado, principalmente no chamado atacarejo, que é quando o consumidor compra um pouco mais de peças para aproveitar o preço de atacado.

Para o presidente da Associação Empresarial da Região da 44 (AER44), Jairo Gomes, essa movimentação registrada pelos lojistas neste mês de férias acontece porque o polo de confecção virou um dos principais pontos turísticos da cidade. “Neste mês de julho, além dos compradores convencionais, que são aqueles que compram no atacado para revender em suas cidades, temos recebido um grande número de turistas que vem a Goiânia e querem conhecer essa tal Região da 44, que vende tão barato e da qual eles sempre ouvem falar”, conta o presidente da AER44.

Segundo Jairo, a maior parte dos consumidores é do interior de Goiás, do Mato Grosso, Pará, Maranhão e do interior dos Estados de Minas Gerais e São Paulo. “Havia uma expectativa que o movimento na região caísse um pouco, mas não houve isso felizmente e em relação a julho do ano passado está 30% maior o movimento”, diz Jairo.

Ele lembra também que a Região de 44 tem tudo para receber bem esse turista que vem a Goiânia para passear, pois segundo ele, além das lojas, o local tem uma enorme rede hoteleira composta por aproximadamente cinco mil leitos. “Sem falar que estamos ao lado da Rodoviária, há poucos minutos do aeroporto e numa região central de Goiânia. Então uma localização ótima para o turista”, argumenta o presidente da AER44.