Vale do São Patrício

Confronto com policiais militares termina com quatro mortos em Barro Alto

Quadrilha que roubou loja de eletroeletrônicos em Uruaçu foi perseguida por equipes do COD no momento em que fugia para Brasília


Kayque Juliano
Do Mais Goiás | Em: 27/06/2018 às 08:01:58

Policiais tentaram abordar a quadrilha durante um bloqueio, mas eles teriam desobedecido à ordem de parada.
(Foto: Divulgação/ PM)
Policiais tentaram abordar a quadrilha durante um bloqueio, mas eles teriam desobedecido à ordem de parada. (Foto: Divulgação/ PM)

Quatro suspeitos de roubo a uma loja de eletroeletrônicos e móveis foram mortos após troca de tiros com militares do Comando de Operações de Divisas (COD), no início da noite desta terça-feira (26), perto da cidade de Barro Alto, na Região do Vale do São Patrício, em Goiás. A suspeita é que os criminosos tenham vindo do Distrito Federal apenas para cometer crimes em Goiás.

Foi durante um bloqueio, que tinha como propósito localizar ladrões de cargas, que militares do COD determinaram que encostassem, na BR-080, perto da cidade de Barro Alto, quatro suspeitos que estavam em um veículo Gol de cor branca com placas de Brasília. Além de não atender a ordem de parada, o quarteto atirou contra os policiais, que revidaram e deram início a uma perseguição.

Perto do distrito de Placa, o veículo usado pelo quarteto foi fechado, ocasião em que, segundo a Polícia Militar, começou uma nova troca de tiros. Feridos, os quatro suspeitos ainda receberam atendimento médico, mas morreram logo após darem entrada no Hospital Municipal de Barro Alto.

Dentro do carro em que eles estavam, os militares encontraram dinheiro e vários aparelhos eletroeletrônicos que, posteriormente foi descoberto que haviam sido levados durante um assalto praticado no início da tarde em uma loja em Uruaçu. Segundo a PM, o carro usado pelos criminosos estava com placas clonadas e havia sido roubado no mês passado, no Distrito Federal.

Os suspeitos mortos estavam com quatro revólveres calibre 38 e ainda não foram identificados. A PM, porém, suspeita que a quadrilha tenha vindo do Distrito Federal apenas para cometer assaltos em cidades do interior goiano.