Da Redação
Do Mais Goiás

Kalungas recebem energia e água tratada após décadas de espera em Goiás

Povoado tem cerca de 650 moradores e fica a 572 quilômetros de Goiânia

Moradora da Comunidade de São Domingos, Filomena Gonçalves, 74 anos, comemorou a chegada do abastecimento regular de água: “Sou nascida e criada aqui, e já sofri demais
Moradora da Comunidade de São Domingos, Filomena Gonçalves, 74 anos, comemorou a chegada do abastecimento regular de água: “Sou nascida e criada aqui, e já sofri demais" (Foto: Governo de Goiás)

Após espera de mais de sete décadas, moradores da comunidade quilombola Kalunga São Domingos, no município de Cavalcante, testemunharam a chegada de água tratada e energia elétrica no local. Os serviços básicos foram entregues pelo governo de Goiás no início de dezembro.

Nas casas de tijolos de barro e chão de terra batida, fogão a lenha e iluminação a partir de velas ou lamparina. Essa era a realidade de famílias do povoado a 572 quilômetros de Goiânia. Por lá, a tecnologia ainda era desconhecida, assim como a própria comunidade foi para as últimas gestões públicas do Estado.

A situação começou a mudar nos últimos dois anos e a esperança dos cerca de 650 moradores foi renovada. Neste mês, a inauguração do sistema de abastecimento foi feita pelo governo de Goiás, por meio da Saneago. A partir de agora, todas as 210 moradias do povoado já estão recebendo água tratada com regularidade. Já a entrega das obras para energização ocorreu por meio de uma parceria entre o Estado e a Enel.

O sistema de abastecimento é formado por um poço tubular de 156 metros de profundidade e vazão de 30 metros cúbicos de água por hora, além de reservatório. Também foram implantados 6.500 metros de rede. Os moradores usufruem ainda do tratamento da água por cloração. As obras são resultado de investimentos na ordem de R$ 500 mil, com recurso e mão-de-obra da própria Saneago.

Energia elétrica

Para levar a energia aos moradores, a Enel instalou 600 postes e construiu cerca de 33 quilômetros de novas redes de distribuição. As conexões das residências à rede são feitas gradativamente ao longo do mês de dezembro. As obras resultam de um investimento de R$ 2,5 milhões e integram o Programa de Universalização de Acesso à Energia Elétrica, do governo federal.

Está é a quarta inauguração de conexões rurais feita pela Enel em parceria com o Governo de Goiás em menos de seis meses. As primeiras foram em Formosa (260 famílias), Flores de Goiás (800 famílias) e em povoados Kalunga de Cavalcante (170 famílias).