Polícia

Comandante Geral da PM comemora prisão de Iterley

Silvio Benedito disse que em Goiás bandido não cria fama e nem fica velho




Durante solenidade de entrega de medalhas na manhã desta terça-feira em Aparecida de Goiânia, o Comandante Geral da PM, Coronel Sílvio Benedito Alves comemorou a prisão do traficante Iterley Martins de Souza, de 32 anos, que foi capturado por agentes da Delegacia Estadual de Repressão aos Narcóticos (Denarc) na segunda-feira (21/09) em Fortaleza no Ceará. O comandante disse esperar que a Lei seja cumprida, e que o traficante fique de fato preso e incomunicável.

Foragido da Justiça goiana há sete anos, Iterley é acusado de comandar uma rede de traficantes que atuam na Região Sudoeste da Capital. A disputa da quadrilha dele por pontos de vendas de drogas com traficantes comandados por Thiago César de Sousa, de 34 anos, o “Topete”, que cumpre pena na Penitenciária Coronel Odenir Guimarães em Aparecida de Goiânia já teria provocado, segundo as Polícias Civil e Militar, mais de 50 mortes desde o ano passado na Capital.

Monitorado pelo Serviço de Inteligência da Polícia Civil de Goiás, Iterley morava com a mulher e dois filhos pequenos em um condomínio de luxo em Fortaleza. Ele foi preso no momento em que chegava para buscar uma cadeira de rodas em um centro de recuperação para usuários de drogas no bairro de Goiabeiras. A Polícia Civil do Ceará também colaborou com os colegas de Goiás. O foragido deve chegar hoje no final da tarde à Goiânia.

A Polícia Civil de Goiás apenas confirmou, mas ainda não forneceu detalhes sobre a prisão do traficante, o que deve acontecer durante uma entrevista coletiva prevista para acontecer amanhã cedo. O Comandante Geral da PM, porém, falou sobre o que a prisão dele representa para a segurança do Estado. “Capturar esse bandido foi um grande feito da segurança pública de Goiás. Agora eu não vou mistificar esse tal de Iterley nem esse tal de Topete não. Prá mim são bandidos comuns, mas com gente falando toda hora que são donos de quadrilhas e chefes do tráfico eles só estão crescendo e jogando crimes e mais crimes nas costas de outros bandidos, e nós não queremos esse tipo de coisa aqui em Goiás não”, concluiu Sílvio Benedito.