Região Metropolitana

Com sinal verde do governo federal, Banco do Brasil deve liberar R$ 50 milhões para Aparecida de Goiânia

Projeto de pavimentação asfáltica tramita atualmente no Ministério da Integração Nacional

Política

Karla Araujo
Do Mais Goiás | Em: 04/09/2017 às 17:09:11

Novo superintendente estadual desta instituição financeira se reuniu com prefeito Gustavo Mendanha (Foto: Rodrigo Estrela)
Novo superintendente estadual desta instituição financeira se reuniu com prefeito Gustavo Mendanha (Foto: Rodrigo Estrela)

Tão logo o governo federal dê sinal verde ao projeto da Prefeitura de Aparecida que consumirá R$ 50 milhões para asfaltar diversas ruas em diferentes bairros da cidade, o Banco do Brasil, como agente financeiro responsável pelo repasse deste recurso, se empenhará ao máximo para que todas as etapas administrativas que antecedem a liberação do dinheiro sejam cumpridas com rapidez.

Quem deu esta garantia ao prefeito Gustavo Mendanha foi o novo superintendente estadual desta instituição financeira, Marco Antônio Felício Sanches. Acompanhado pelo gerente geral do BB, Rui Barbosa Mesquita, e pelo gerente de relacionamento, Paulo Roberto Reis Rabelo, ele participou, nesta segunda-feira (4), de audiência no gabinete do prefeito, onde também estavam o ex-prefeito e ex-governador Maguito Vilela e vários secretários municipais.

“Nós não mediremos esforços para destravar empecilhos e superar obstáculos que, porventura, venham atrapalhar, no âmbito do banco, a execução deste importante projeto para os moradores da cidade”, disse Marco Antônio, que também não poupou elogios ao prefeito e a sua equipe: “Quando o gestor trabalha de forma transparente e entrega resultados, a sociedade percebe isso. E é o que vem acontecendo em Aparecida”, enfatizou. “Todos os nossos esforços são para dar qualidade de vida para o cidadão”, devolveu Gustavo.

Atualmente, informa a secretária de Projetos e Captação de Recursos, Valéria Pettersen, o projeto em questão tramita no Ministério da Integração Nacional. O próprio prefeito já teve duas audiências, em separado, com o ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, e com o senador Romero Jucá, que integra a Comissão Mista de Orçamento do Congresso Nacional, para tratar exclusivamente deste assunto. O prefeito e a secretária Valéria Pettersen afirmaram que querem viabilizar parcerias com a Fundação Banco do Brasil, sobretudo para a execução de projetos na área social.

O superintendente estadual do Banco do Brasil e os gerentes que o acompanhavam também se comprometeram a articular reunião com empresários e comerciantes de Aparecida de Goiânia com dois objetivos: apresentar-lhes linhas de crédito que podem impulsionar seus negócios e ouvir deles críticas e sugestões, sobretudo no que diz respeito ao trabalho das agências do BB na cidade.

Maguito Vilela

A presença do ex-prefeito Maguito Vilela no gabinete não foi por acaso. Em 2007, Maguito ocupou, até o ano seguinte, a Vice-Presidência de Governo do Banco do Brasil. Sem contar o ótimo trânsito que tem em Brasília e o respeito junto a integrantes do alto escalão do governo federal.

Além de Maguito, do vice-prefeito Veter Martins (também titular da Secretaria de Governo) e da secretária Valéria Pettersen, também estiveram na reunião com representantes do Banco do Brasil os auxiliares Afonso Boaventura (Casa Civil), Jório Rios (Administração), Max Menezes (Desenvolvimento Urbano), Ozair José (Desenvolvimento Econômico) e Ricardo Teixeira, o Tatá (Articulação Política).