Cinema

Com nova locação, mostra ‘O Amor, a Morte e as Paixões’ terá 347 sessões até 6 de março

Pela primeira vez, mostra de cinema será sediada no centro da cidade e não no Setor Marista, como nas edições anteriores


Murillo Soares
Do Mais Goiás | Em: 21/02/2019 às 15:58:00

(Foto: Divulgação)
(Foto: Divulgação)

Nesta quinta-feira (21), abre-se para o público a 12ª mostra de cinema O Amor a Morte e as Paixões. Já tradicional na capital goiana e com curadoria de Lisandro Nogueira, esta edição terá 347 sessões – dentre longas e curtas – até o dia 6 de março. O destaque, entretanto, é que – pela primeira vez! – os filmes serão exibidos em um shopping no centro da cidade, e não no setor Marista.

A mudança de local veio devido a uma decisão da Justiça, que suspendeu as atividades do cinema no shopping Bougainville. Segundo Lisandro, o contratempo não prejudicou a mostra e trouxe alguns benefícios.

“A qualidade dos filmes aumentou. A projeção e o ar condicionado daqui são bem melhores”, sublinhou o curador. Para ele, o novo local também pode ser visto como uma forma de valorizar o centro de Goiânia. “É nosso compromisso com o público”, disse.

CINEMA goiano

A programação também dará destaque para 13 produções (seis longas e sete curtas) goianas. Conforme afirmou Lisandro, colocar filmes feitos em Goiás nos holofotes é importante para quebrar a ideia de que nosso estado apenas importa produções. “Agora, a gente mostra que vai começar a exportar também”, apontou.

Dentre os filmes da terrinha do pequi, está Vermelha. Este longa-metragem saiu como o grande vencedor do Festival de Tiradentes, que aconteceu em janeiro deste ano; “um festival que lança os novos”, sublinhou Nogueira. “Isso mostra que hoje temos uma cena cinematográfica consolidada em Goiás. Tanto para ver quanto para produzir filmes”.

Ao Mais Goiás, Getúlio Ribeiro, diretor de Vermelha, afirmou que “é bom ter o filme exibido na mostra, porque é a primeira exibição em Goiânia e a primeira vez que todos os envolvidos vão se reunir depois do processo de dois, três anos de realização”. O longa foi rodado na casa do próprio cineasta, no Setor Sudoeste, e teve a participação de membros da família dele.

“Existe uma curiosidade, também, em como o filme e o público vão reagir nesse encontro. Depois da estreia em Minas Gerais [no Festival de Tiradentes], exibir Vermelha é meio como jogar em casa”, destacou. A exibição deste filme será gratuita na mostra. Segundo Getúlio, para garantir que vizinhos, familiares e outras pessoas envolvidas (ou não)no filme tenham este primeiro contato com a produção. “Essas pessoas podem até estar sem grana neste início de ano, então uma sessão gratuita facilita”, completou Ribeiro.

(Foto: Divulgação)

 

INDEPENDENTE versus comercial

“A curadoria, como sempre, trouxe os melhores”, resumiu Lisandro. Ao todo, a 12ª mostra O Amor, a Morte e as Paixões exibirá 87 filmes. Destes, 80 são longas e sete, curtas. Haverá quatro estreias em Goiânia, sete nacionais e nove projetos ainda inéditos no circuito brasileiro.

Dentre estes, também estão alguns dos indicados ao Oscar 2019, cuja cerimônia acontece neste domingo, 24 de fevereiro. A grande aposta do professor é Roma. O longa-metragem mexicano, assinado por Alfonso Cuarón e estrelado por Yalitza Aparicio, concorre a 10 estatuetas, incluindo a de Melhor Filme.

“Aqui, vocês vão ver Roma em tela grande. Vocês estão vendo em telinha de Netflix, que uma bobagem”, pontuou. A exibição deste filme terá também um debate, com o professor Rubens Machado, da Universidade de São Paulo (USP).

Confira toda a programação da mostra – com debates – aqui.

(Foto: Divulgação)