Do Mais Goiás

Com gol no fim, Fluminense empata com o líder Cruzeiro

Resultado não abala campanha impecável do time mineiro, que lidera com 43 pontos. Clube carioca segue em quinto, com 31

O Fluminense empatou por 3 a 3 com o líder Cruzeiro e deixou escapar a chance de chegar ao G4 do Campeonato Brasileiro, neste domingo, no estádio do Maracanã, no Rio, pela 19.ª rodada. Esse foi o jogo 500 da carreira de Fred, mas quem brilhou foi o atacante celeste Marcelo Moreno, que fez uma pintura ao marcar de voleio. O resultado não abalou a campanha impecável do time mineiro, que lidera com 43 pontos. O clube tricolor carioca, no entanto, segue em quinto, com 31.

O duelo marcou 500 jogos de Fred como atleta profissional. O adversário não poderia ser mais especial, já que o Cruzeiro é o time de infância do atacante, além de ser o clube em que o jogador ganhou projeção nacional. Porém, foi no Fluminense que ele chegou ao auge, quando ganhou o posto de titular absoluto da seleção brasileira na Copa das Confederações de 2013 e na Copa do Mundo, no Brasil. A atuação dele, contudo, foi fraca e se resumiu a uma bola chutada na trave no primeiro tempo.

O JOGO – O clima com sol forte e calor intenso no Rio fez com que os jogadores iniciassem a partida em um ritmo lento. O Cruzeiro foi quem começou a tomar as iniciativas, principalmente pelas laterais do campo. E logo aos 11 minutos, em uma disputa de bola na área, Cícero pôs o pé no rosto de Samudio e o árbitro assinalou pênalti, que Julio Baptista converteu.

Após o gol, o time tricolor carioca passou a pressionar o adversário e logo tomou o controle do jogo. Os habilidosos meias do Fluminense – Wagner, Cícero e Conca – transitavam com facilidade no campo de ataque e envolviam os marcadores. Assim, os gols não demoraram a sair. Aos 16 minutos, Wagner recebeu cruzamento de Conca e cabeceou para empatar. Em seguida, Cícero recebeu um passe de Chiquinho na área e completou para virar o jogo.

O Fluminense seguiu firme na frente e por pouco Fred não ampliou ao carimbar um chute na trave; a bola sobrou livre para Conca completar, mas o goleiro Fábio salvou em uma grande defesa. E o Cruzeiro não perdoou. Na jogada seguinte, Júlio Baptista recebeu a bola na meia-lua e bateu rasteiro para marcar pela segunda vez.

O time mineiro voltou melhor do intervalo. A equipe do técnico Marcelo Oliveira diminuiu os espaços e começou a incomodar os donos da casa. Aos 13 minutos, depois de uma disputa na área do Fluminense, a bola sobrou no alto para Marcelo Moreno fazer um golaço de voleio. E, por várias vezes, os visitantes levaram sufoco ao gol de Klever.

Com certa apatia, os donos da casa não conseguiam reagir. Então, Cristóvão Borges acertadamente colocou Kenedy no lugar do lateral-direito Bruno. O jovem atacante entrou aplicado, se movimentando bastante e, em belo chute de fora da área, empatou o jogo, nos momentos finais. A partir daí, o líder isolado Cruzeiro só fez administrar o tempo para garantir o empate.

FICHA TÉCNICA

FLUMINENSE 3 x 3 CRUZEIRO

GOLS – Julio Baptista, aos 13 (pênalti) e aos 43, Wagner, aos 16 e Cícero, aos 22 minutos do primeiro tempo; Marcelo Moreno, aos 13, e Kenedy, aos 43 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS – Cícero (Fluminense); Samúdio e Dedé (Cruzeiro).

ÁRBITRO – Anderson Daronco (RS).

RENDA – R$ 617.385,00.

PÚBLICO – 25.534 pagantes (27.194 no total).

LOCAL – Estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ).

FLUMINENSE – Klever; Bruno (Kenedy), Henrique (Marlon), Elivélton e Chiquinho; Diguinho, Jean, Cícero, Wagner e Conca; Fred. Técnico: Cristóvão Borges.

CRUZEIRO – Fábio; Mayke, Léo, Dedé e Samudio (Ceará); Henrique, Nilton e Willian (Willian Farias); Marlone, Julio Baptista (Marquinhos) e Marcelo Moreno. Técnico: Marcelo Oliveira.