ELEIÇÕES | LUZIÂNIA

Diego Sorgatto lança pré-candidatura a prefeito de Luziânia nesta quarta

"Mesmo grupo. Nenhum problema", afirma o deputado estadual sobre a aliança com Célio Silveira (PSDB)


Francisco Costa
Do Mais Goiás | Em: 22/07/2020 às 15:24:35

Deputados Diego Sorgatto e Célio Silveira em 2018 (Fotos: Redes Sociais)
Deputados Diego Sorgatto e Célio Silveira em 2018 (Fotos: Redes Sociais)

Diego Sorgatto (DEM) lança sua pré-candidatura à prefeitura de Luziânia nesta quarta-feira (22), às 19h, em videoconferência. O deputado estadual reforça que terá o apoio de outros nomes, antes pré-candidatos, como o deputado federal Célio Silveira (PSDB) e o vereador da cidade Eliel Júnior (Solidariedade). O candidato do DEM se diz indiferente aos adversários: pode ser Wilde Cambão (PSD), também deputado estadual; ou a atual prefeita, Edna Aparecida (Podemos).

“Célio até ventilou a possibilidade de disputar, mas não será mais pré-candidato. Vai nos ajudar a construir o projeto para a cidade”, afirma Diego. A informação de bastidores do PSDB é de que o partido não se “meteria em arranjos locais”, mas o caso de Sorgatto e Célio ainda está em análise no diretório estadual. Tucanos e DEM não são alinhados na esfera estadual.

Sorgatto, desde que se reelegeu para Assembleia Legislativa de Goiás (Alego), em 2018, deixou claro seu interesse em disputar a prefeitura de Luziânia. Ele, antes do PSDB, migrou para o DEM em março deste ano e se alinhou ao governador Ronaldo Caiado (DEM). “Estamos entusiasmados e a população tem dado apoio”, diz o parlamentar.

Adversários

O pré-candidato do DEM não vê alterações no cenário eleitoral por causa do afastamento do prefeito Cristóvão Tormin (PSD). A atual prefeita, professora Edna Aparecida – que era a vice – segue a mesma linha administrativa, segundo Sorgatto. “Já vinha ruim e continua”.

Tormin está afastado de suas funções desde fevereiro de 2020. Em junho, a juíza Luciana Oliveira de Almeida prorrogou o afastamento por mais seis meses. Ele é investigado por importunação sexual contra uma servidora do município.

Sobre o pré-candidato e deputado Wilde Cambão, Sorgatto diz: “É aliado de Tormin e Edna. Não sei se definirão Cambão ou Edna [para ser candidato a prefeito], mas não vemos nenhum problema em enfrentar um ou outro. Tenho certeza que teremos o melhor plano para a população”.

Outro possível pré-candidato é o suplente de senador Eládio Carneiro (PSL).

Composição

Sorgatto está otimista em relação a chapa de vereadores. Ele diz que o DEM filiou nove dos 21 atuais vereadores, inclusive o presidente da Câmara. “Proporcionalmente, teremos a chapa mais bem votada de Goiás”, acredita. “Extremo potencial”.

Questionado sobre o vice, o pré-candidato do DEM diz que o nome deve ser definido nos próximos dias. “Temos muitas alianças no município”. Fora isso, ele não dá pistas.

A pré-campanha de Sorgatto seguirá conforme as normas sanitárias estabelecidas para a prevenção ao novo coronavírus, expõe. “Temos utilizado os cuidados possíveis, o que limita as atividades na pré-campanha – muitas envolveriam aglomeração. Diminuímos e estamos obedecendo 100% as regras de precaução.”