Do Mais Goiás

Com 8,4 bi de senhas vazadas na internet, usuário deve mudar seu passe, diz especialista

Arquivo de texto com 100 GB e 8,4 bi senhas caiu em um fórum de hackers, nesta semana

Com 8,4 bi de senhas vazadas na internet, usuário deve mudar seu passe, diz especialista
Com 8,4 bi de senhas vazadas na internet, usuário deve mudar seu passe, diz especialista (Foto: Agência Brasil/EBC)

Cerca de 100 GB de um arquivo de texto contendo senhas de internet vazaram, nesta semana, em um fórum de hackers. Com isso, mais de 8,4 bilhões de senhas foram expostas na internet no que foi considerado o maior vazamento da história. Especialista em Segurança da Informação, Cleyton Salomé recomenda a troca de senhas o mais rápido possível.

“Sempre aconselho os usuários a trocarem suas senhas periodicamente. É um hábito que precisa existir para que se tenha mais segurança ao navegar na internet. Recomendo o uso de senhas complexas com mais de dez dígitos e com o uso de caracteres especiais, tais como #$%!, entre outros”, afirma.

O vazamento ocorreu no fórum por um usuário chamado RockYou2021. Na postagem, ele disse que teria 82 bilhões de senhas, apesar da checagem dos sistemas do Cybernews terem identificado as 8,4 bilhões. O número é superior ao de internautas no mundo: 4,7 bi.

“Supostamente, alguém teria reunido todas as senhas em um único arquivo txt e teria disponibilizado na rede mundial de computadores. E, quando isso ocorre, pessoas com má intenção podem fazer o uso indevido delas para ataques inimagináveis”, adverte.

Proteção

Para aquelas pessoas que têm dificuldades em decorar as senhas, Cleyton sugere a utilização de cofres de senha. Neste caso, basta decorar a identificação deste. “O uso de cofre de senhas é uma alternativa. Mas, o fato de usar um cofre não isenta a pessoa de realizar a atualização das senhas periodicamente. Aliás, o próprio cofre faz esse tipo de recomendação e avalia o grau de dificuldade de cada senha.”

Ele também destaca a verificação em duas etapas em contas que disponibilizem esse serviço. “Se um criminoso tem acesso a senha de uma pessoa e tentar acessar, caso a verificação de duas etapas esteja ativada, a pessoa pode ser alertada sobre a tentativa de fraudes, podendo buscar outras providências”, pontua.

Da mesma forma, o especialista alerta os empresários a protegerem seus sistemas internos. “Toda empresa possui seus funcionários, estações de trabalho e usuários de acesso. O vazamento de dados de um usuário pode ser uma porta de entrada para um ataque em uma empresa. Aliás, a maioria das brechas nos sistemas das empresas decorrem de falha humana”, conclui.