Governo Bolsonaro

CNI/Ibope: avaliação positiva do governo cai de 35% em abril para 32% em junho

Desde o início do ano, a avaliação de ótimo ou bom do governo caiu 17 pontos. Região Sul é a única onde o presidente continua sendo bem avaliado por toda a população


Estadao Conteúdo
Estadao Conteúdo
Do Estadao Conteúdo | Em: 27/06/2019 às 15:58:08

Presidente Jair Bolsonaro (PSL) rejeitará ajuda do G7 para proteção da Amazônia (Foto: Alan Santos/PR)
Presidente Jair Bolsonaro (PSL) rejeitará ajuda do G7 para proteção da Amazônia (Foto: Alan Santos/PR)

A avaliação positiva (ótimo e bom) do governo do presidente Jair Bolsonaro variou de 35% em abril para 32% em junho, em uma tendência de queda, mostra pesquisa feita pelo Ibope e divulgada nesta quinta-feira, 27, pela Confederação Nacional da Indústria (CNI).

A avaliação negativa (ruim e péssimo), por sua vez, subiu de 27% para 32% no mesmo período. Dos entrevistados, 32% consideram o governo regular (eram 31% na pesquisa anterior).

Desde o início do governo, em janeiro, o porcentual de pessoas que consideram o governo ótimo ou bom caiu 17 pontos, de 49% para 32%, mostra a série histórica do Ibope. Já a avaliação negativa subiu 21 pontos, de 11% para 32%, no mesmo período.

Maneira de governar

A avaliação dos brasileiros sobre a maneira do presidente Bolsonaro governar o País piorou entre abril e junho, mostra pesquisa CNI/Ibope. O índice de pessoas que desaprovam a maneira de Bolsonaro governar subiu de 40% em abril para 48% em junho.

A aprovação, por sua vez, caiu de 51% para 46% no mesmo período. Na série história do Ibope, esta é a primeira pesquisa em que o porcentual de entrevistados que desaprovam o governo Bolsonaro é marginalmente maior do que a quantidade de pessoas que aprovam a gestão.

Desde janeiro, a aprovação do governo vem caindo na série do Ibope: era de 67% em janeiro e caiu 21 pontos. A desaprovação, por outro lado, subiu 27 pontos: foi de 21% para 48%.

Confiança

Em outro quesito do levantamento, 51% dos entrevistados dizem não confiar no presidente Jair Bolsonaro. O índice era de 45% em abril. Já os que confiam caíram de 51% para 46% entre um mês e outro.

Regiões

De acordo com a pesquisa CNI/Ibope, a avaliação do governo do presidente Bolsonaro piorou entre abril e junho no Nordeste. Entre moradores da região, a avaliação negativa (ruim e péssimo) da administração federal subiu de 40% para 47% no período. Já a avaliação positiva (ótimo e bom) caiu de 25% para 17%.

O Sul é a única região do Brasil onde Bolsonaro é bem avaliado pela maioria da população. Ótimo e bom nessa região subiu de 44% em abril para 52% em junho. O maior porcentual de ruim ou péssimo, por sua vez, ocorre entre os residentes das regiões Norte e Centro-Oeste: 33% (era 20% em abril).

Expectativa

Em relação ao futuro, 39% das pessoas acreditam que o restante do governo será ótimo ou bom. O porcentual era maior em abril: 45%. A perspectiva de que a gestão será ruim ou péssima subiu de 23% para 29%.

Ainda sim, o governo Bolsonaro está sendo melhor que o ex-presidente Michel Temer para 47% (era 51% em abril). Para 33%, as duas gestões são iguais e, na opinião de 17%, Bolsonaro está governando o País de maneira pior que Temer.

O Ibope ouviu 2 mil pessoas em 126 municípios entre 20 e 26 de junho. O levantamento anterior havia sido realizado de 12 a 15 de abril. O nível de confiança da pesquisa é de 95%.