Transporte Coletivo

CMTC deve recusar proposta de fechamento de terminais durante pandemia

Órgão gestor do transporte coletivo informou que sugestão feita pelas concessionárias ainda não chegou para análise


Samuel straioto
Do Mais Goiás | Em: 09/07/2020 às 10:37:50

CMTC ainda não recebeu proposta oficial do Redemob consórcio. Foto: Prefeitura de Goiânia.
CMTC ainda não recebeu proposta oficial do Redemob consórcio. Foto: Prefeitura de Goiânia.

A Companhia Metropolitana de Transportes Coletivos (CMTC) informou, nesta quinta-feira (9), que ainda não recebeu proposta do Redemob Consórcio para a interdição gradual de terminais da Rede Metropolitana de Transportes Coletivos (RMTC). O órgão gestor do sistema na Região Metropolitana adiantou que “em curto espaço de tempo qualquer alteração não será implantada”.

A CMTC destacou que assunto foi discutido por videoconferência nesta quarta-feira (8) e que ainda não recebeu formalmente o projeto com todas as informações necessárias para as devidas avaliações técnicas. O órgão gestor ressaltou que fará uma análise criteriosa a respeito de qual ganho o usuário teria com a implantação da ideia.

Defende ainda a realização de debates sobre a adoção de nova rede de atendimento ao usuário, bem como sobre o financiamento do serviço de Transporte Público Coletivo; investimentos em nova frota; instalação de abrigos para pontos de ônibus; melhorias nos terminais de integração; e efetiva implantação dos corredores de transporte, entrou outros pontos.

A proposta

Na última terça-feira (7), para evitar aglomeração, o RedeMob propôs fechar os 21 terminais de integração da Região Metropolitana de Goiânia e criar linhas diretas dos bairros mais populosos (origem) para os locais com maior demanda (destino).

Até o momento, porém, não há informações sobre a quantidade de linhas que serão dispostas neste sistema, nem a quantidade de ônibus ou locais de saída e chegada dos veículos.