Ciro se arrepende de dizer que errou ao lutar contra impeachment de Dilma

"Eu não me arrependo de ter luta contra o golpe que a derrubou, porque nunca me arrependerei de defender a democracia"

Ciro se arrepende de dizer que errou ao lutar contra impeachment de Dilma
Ciro se arrepende de dizer que errou ao lutar contra impeachment de Dilma (Foto: José Cruz - Agência Brasil)

O pré-candidato à presidência Ciro Gomes (PDT) se arrependeu de dizer que errou ao lutar contra impeachment de Dilma Rousseff (PT). Ele gravou um vídeo nesta quinta-feira (14), um dia após discutir com a ex-presidente.

“Poucos lutaram tanto e desinteressadamente ao seu lado como eu. Sobre isso, aliás, quero corrigir algo que disse ontem, no calor da discussão: sinceramente, eu não me arrependo de ter lutado contra o golpe que a derrubou, porque nunca me arrependerei de defender a democracia”, se pronunciou.

Ciro discutiu com Dilma, na quarta

O pré-candidato à presidência Ciro Gomes (PDT) disse no Twitter que errou ao lutar contra o impeachment de Dilma Rousseff (PT). A postagem foi feita após a ex-presidente dizer que Ciro mete ao tentar reagir a baixa aprovação.

A petista escreveu: “Ciro Gomes está tentando de todas as formas reagir à sua baixa aprovação popular. Mais uma vez mente de maneira descarada, mergulhando no fundo do poço. O problema, para ele, é que usa este método há muito tempo e continua há quase uma década com apenas 1 dígito nas pesquisas.”

Ciro, por sua vez, afirmou que nunca mentiu, mas já errou. “Na vida nunca menti. Mas errei algumas vezes. Uma delas quando lutei contra o impeachment de uma das pessoas mais incompetentes, inapetentes e presunçosas que já passaram pela presidência. Claro, que estou falando de você, Dilma.”

Segundo ele, “na época do impeachment eu não estava defendendo seu mandato em si mesmo, mas a integridade do cargo que você toscamente ocupava. Se hoje você prefere estar ao lado dos que a traíram, obrigado por me poupar da sua incômoda companhia”.

Na ocasião, ele também atacou o ex-presidente Lula. Segundo Ciro, o petista foi um “dos maiores responsáveis por sua desestabilização – pois passou anos falando mal de você durante seus governos – como também fez movimentos erráticos que resultaram em sua queda”.

Tréplica de Dilma

Dilma respondeu Ciro mais uma vez e encerrou o assunto. Para ela, o pré-candidato à presidência pelo PDT foi misógino em sua fala.

“Só Ciro Gomes é competente. Este é o pecado de sua enorme presunção. Esta é a sua visão quando se trata de avaliar o resto da humanidade. Mas quando se trata de mulher, sua visão não é só inadequada, é também profundamente misógina”, escreveu.

E continuou: “O mais triste de tudo isso é que Ciro se diz arrependido de ter defendido a democracia. E ainda usa os mesmos argumentos dos golpistas que diz ter combatido.”

Por fim, ela diz encerra a polêmica e que o Brasil precisa discutir “a gravíssima crise democrática, social, sanitária e econômica em que se encontra”. “Lamento ter, em algum momento, dado a Ciro Gomes a minha amizade.”

Trégua de Ciro Gomes

Vale lembrar, Ciro chegou a pedir uma trégua, após ser criticado por parte da esquerda e atacado nos atos de 2 de setembro por seus frequentes ataques ao PT e, especialmente, Lula.

“Propomos uma amplíssima trégua de Natal. Não tem nas guerras por aí afora, onde se faz até dois dias de trégua? Quando o assunto for Bolsonaro e impeachment, a gente deve esquecer tudo e convergir para esse raríssimo consenso, que já não é fácil”, disse à época. A trégua, porém, não durou dez dias.

Após pedir trégua até no Natal, Ciro voltou a criticar o ex-presidente Lula na última segunda-feira (11). “Será que Lula tem condições de governar bem hoje em dia? Digo isso porque ele não renovou as suas ideias nem aprendeu com os seus erros. É só ver que ele está se juntando com os mesmos de sempre, incluindo aqueles que derrubaram Dilma”, disse no Twitter.

Ainda em vídeo que acompanha a legenda, ele disse que o ex-presidente “cometeu erros terríveis”. “Se você pensa em apoiar Lula por causa do que fez no passado, talvez fosse o caso de refletir.” E ainda: “O pior é você nunca viu ele pedir perdão pelos erros.”