Religião

Círio de Nazaré leva 2 mi de fiéis para as ruas de Belém

O trajeto é todo marcado por emocionantes homenagens com corais, fogos e chuva de papel picado.




São quase 2 milhões de pessoas nas ruas de Belém fazendo a maior procissão religiosa do Brasil. O Círio de Nossa Senhora de Nazaré, Patrimônio Imaterial da Humanidade, levou romeiros de todos os cantos do Brasil à capital paraense na manhã deste domingo. A procissão saiu às 6h30 da Catedral Metropolitana de Belém e percorreu 3,6 km até a Praça Santuário, onde chegou às 11h40, um pouco antes do previsto. O trajeto é todo marcado por emocionantes homenagens com corais, fogos e chuva de papel picado.

Rafaela Pinheiro acompanhou a procissão de joelhos do início ao fim. Quando chegou na esquina da Praça Santuário, não resistiu. Os joelhos inchados, no rosto lágrimas de uma emoção visível. “Nossa pai sofreu o segundo AVC em dezembro do ano passado, ela se apegou com Nossa Senhora e fez a promessa”, explicou a irmã Aliene Pinheiro, que ajudou a promesseira em todo o trajeto com água, curativos e papelão.

Para realizar uma procissão desse tamanho, a ajuda vem de todos lados. Romeiros que entregam água, voluntários da Cruz Vermelha, militares, policiais, agentes de trânsito, guardas da santa. E devotos que puxam a Berlinda através 800 metros de corda, um dos símbolos da festividade. Gilson Mohr, funcionário público em Blumenau (SC), esteve pela primeira vez na procissão com a esposa. “Chegamos na sexta, vimos a procissão fluvial e agora estamos no Círio, agora nós viremos todo ano par. Estou impressionado com a multidão, o povo, a fé”, declarou. Após a grande procissão, a imagem da Virgem fica exposta no altar da Praça Santuário, para a visita dos fiéis por 15 dias. Até o encerramento da festividade Nazarena ainda acontecerão mais seis romarias.