Do Mais Goiás

CineBaru abre inscrições e celebra o audiovisual do sertão e cerrado

O festival recebe filmes de até 30 minutos, que tenham sido produzidos no estados de Goiás, Bahia, Minas Gerais e no Distrito Federal

CineBaru
(Foto: Divulgação/ Clément Villien, CineBaru

Levar o sertão ao mundo e trazer o mundo ao sertão. Essa é uma das propostas do CineBaru – Mostra Sagarana de Cinema, como bem explica o organização ao contar sobre o projeto. Em sua quinta edição, o evento visa fortalecer o audiovisual produzido no sertão e no Cerrado, valorizando pessoas que moram, produzem e pesquisam nos estados de Goiás, Bahia, Minas Gerais e no Distrito Federal.

Para isso, o festival recebe, até o dia 21 de março (domingo), curtas-metragens de até 30 minutos. As inscrições podem ser feitas em duas categorias: Mostra Sertãozim (infantojuvenil) e Mostra Competitiva Regional (clique aqui para se inscrever).

É importante lembrar que para inscrever seu curta, é preciso que ele tenha sido produzido em algum dos estados mencionados, finalizado entre 2019, 2020 ou 2021.

A categoria Sertãozin do CineBaru, tem o objetivo de valorizar a infância e a juventude, entendendo que jovens e crianças também fazem parte do público da mostra. Os curtas aqui inscritos devem ter uma temática voltada ao público infantojuvenil (6-12 anos).

Já na categoria Competitiva Regional, serão aceitos curtas com temáticas e gêneros livres. Visando somar ao movimento de combate às desigualdades, aqui a curadoria prioriza filmes dirigidos por mulheres, negras, negros, LGBTQIA+ e indígenas, avaliando também a presença dos mesmos públicos em papéis de protagonismo.

Sobre o CineBaru

Tradicionalmente, o festival acontece no distrito de Sagarana, município de Arinos, que fica no interior de Minas Gerais. No entanto, por conta da pandemia de Covid-19, este ano o CineBaru ganha uma edição completamente virtual e gratuita.

O objetivo da mostra é trazer um olhar sensível para os estados participantes, promovendo e celebrando o cinema no sertão-cerrado, com toda sua diversidade, suas tradições, seu povo e luta.

Os filmes inscritos serão submetidos a uma curadoria formada por convidados e membros da organização do projeto. Os selecionados das duas categorias serão disponibilizados ao público de forma gratuita e poderão ser assistidos no site do CineBaru, entre os dias 28 de abril e 02 de maio.

Além da mostra dos filmes, o festival também recebe obras de diretoras e diretores do território baiangoneiro, promovendo oficinas e rodas virtuais.

O CineBaru – Mostra Sagarana de Cinema também tem o apoio financeiro da Secretaria de Estado de Cultura e Turismo de Minas Gerais e do Governo Federal, via Lei de Emergência Cultural Aldir Blanc – LAB.

Leia também: