Do Mais Goiás

Cinco pessoas são presas suspeitas de participação no incêndio na Secretaria de Obras de Aragarças

De acordo com a PC, os suspeitos confessaram o crime a a motivação seria em retaliação a morte de um criminoso em confronto com a PM

Cinco pessoas foram presas na tarde deste domingo (10), suspeitas de envolvimento no incêndio que atingiu o pátio da Secretaria de Obras durante a madrugada, em Aragarças, região Oeste de Goiás. De acordo com a Polícia Civil (PC), os detidos confessaram o crime e a motivação seria em retaliação a morte de um rapaz em confronto com a Polícia Militar (PM).

O crime aconteceu na madrugada de domingo (10). De acordo com a Polícia Civil (PC), um dos suspeitos, identificado como Wenis, 23 anos, comprou o combustível e distribuiu para outros quatros comparsas. Posteriormente, eles foram até o pátio da Secretaria de Obras e lá incendiaram os veículos.

Os policias chegaram até o suspeitos após uma denúncia anônima que informava o local onde um dos criminosos estava. Na residência, os militares prenderam Paulo Sérgio, de 23 anos. Após a confissão do crime, ele informou o endereço dos outros comparsas. Foram presos durante as diligências, Charles de Souza, 25,Vitória, 18, e Diego Ferreira, 29, além de Wenis.

Durante a autuação, os mesmos confessaram a prática do crime e relataram que a motivação seria a morte de Jeferson Alves Martins em confronto com a Polícia Militar (PM) na tarde de sábado (09). De acordo com a corporação, Jeferson tinha envolvimento com tráfico de drogas e furto de gados em Bom Jardim de Goiás. Os responsáveis pelo incêndio foram encaminhados para a Delegacia de Polícia Civil.

“Eles foram autuados por dano qualificado ao patrimônio público e associação criminosa. Eles foram recolhidos na cadeia pública de Aragarças, onde vão ficar à disposição do Judiciário”, explica o delegado Ricardo Galvão.

Foto: Leitor/Mais Goiás

DANOS

Segundo a PM, o incêndio destruiu sete ônibus que faziam o transporte escolar do município, uma viatura (rabecão) do Instituto Médico Legal (IML) e uma ambulância de resgate. Em nota, a prefeitura de Aragarças informou que o serviço de transporte dos alunos estão suspensos a partir desta segunda-feira (11) até sexta-feira (15). O prefeito da cidade José Elias Fernandes decretou estado de calamidade pública no município e se reúne com autoridades nesta segunda-feira (11), em Goiânia, para conseguir auxilio para novos veículos para  transportar os estudantes.

O prefeito da cidade declarou estado de calamidade pública no município | Foto: Leitor/Mais Goiás