CORONAVÍRUS

Cientistas vão testar antiviral contra Covid-19 em voluntários no Ceará

Fumarato de tenofovir desoproxila, droga empregada contra o HIV, foi testada com sucesso em laboratório contra o Sars-CoV-2, causador da pandemia atual


Agência O Globo
Agência O Globo
Do Agência O Globo | Em: 03/06/2020 às 18:34:36

(Foto: Divulgação)
(Foto: Divulgação)

Uma droga usada no tratamento de pessoas com Aids, o fumarato de tenofovir desoproxila, se tornou uma esperança para o combate à Covid-19.

Cientistas brasileiros testaram com sucesso o antirretroviral contra o coronavírus Sars-CoV-2 em laboratório. Dentro de duas semanas, ele deve começar a ser testado em pacientes com Covid-19 de baixa e média gravidade.

O tenofovir não faz parte da lista de drogas selecionadas pela Organização Mundial de Saúde (OMS) para testes em larga escala no mundo. Mas um grupo de cientistas de São Paulo descobriu que sua composição o torna um candidato em potencial para combater o Sars-CoV-2.

Ele tem a capacidade de se ligar num trecho específico de uma proteína importante para o coronavírus se multiplicar dentro de células humanas infectadas, explica Eurico Arruda, professor titular de virologia da Faculdade de Medicina da USP em Ribeirão Preto e um dos autores do estudo.

O trabalho começou quando o pesquisador Norberto Lopes, do Núcleo de Apoio a Pesquisa em Produtos Naturais e Sintéticos (NPPNS), da Faculdade de Ciências Farmacêuticas da USP de Ribeirão Preto, viu que a estrutura química do tenofovir o tornava promissor contra o Sars-CoV-2.

Lopes estuda há anos formas de simplificar e baratear síntese no Brasil de antirretrovirais usados no tratamento da Aids e conhece bem sua estrutura. Ele trabalhou no projeto em associação com Giuliano Clososki, também da Faculdade de Ciências Farmacêuticas.