COVID-19

Cidade goiana decreta lockdown para conter avanço do coronavírus

Atividades presenciais estão proibidas em Itajá por dez dias, exceto postos de gasolina, farmácias e mercados


Alexandre Bittencourt
Do Mais Goiás | Em: 25/09/2020 às 15:18:35

Município goiano de Itajá (Foto: Secretaria Estadual de Saúde)
Município goiano de Itajá (Foto: Secretaria Estadual de Saúde)

A prefeitura de Itajá, em Goiás, decretou lockdown na cidade por causa da escalada de casos de coronavírus. No município vivem cerca de 5 mil habitantes e, só na semana passada, a secretaria municipal de Saúde diagnosticou 30 pacientes com covid-19. Três pessoas já morram em decorrência da doença. 

Desde a quinta-feira, por força de decreto, estão proibidas todas as atividades comerciais, industriais, serviços públicos e prestação de serviços presenciais. A administração local só abriu exceção para as farmácias, supermercados e postos de gasolina – desde que funcionem com 50% da capacidade de pessoas no ambiente. 

O decreto da prefeitura também veda visitas a pacientes internados no Hospital Municipal de Itajá, o uso de espaços públicos, como praças e parques, a abertura de igrejas e realização de jogos de futebol, entre outras atividades. Em resumo, está proibido aglomeração de pessoas em qualquer ponto da cidade, incluindo ruas e calçadas. As restrições valem, a princípio, por 10 dias. 

Segundo dados divulgados na última quinta-feira pela Secretaria Estadual de Saúde e publicados pelo Mais Goiás, em todo o Estado há 195.601 casos de covid-19 e 4.356 mortes. A taxa de letalidade da doença está em 2,23%.