FolhaPress

Cidade da Indonésia oferece galinhas para quem se vacinar contra a covid-19

População idosa é a que tem mais dificuldade em aderir à imunização

Cidade da Indonésia oferece galinhas para quem se vacinar contra a covid-19 - população
Imagem ilustrativa (Foto: Reprodução/Freepik)

A província de Cianjur, na Indonésia, está distribuindo galinhas aos cidadãos que se vacinarem contra a covid-19. Segundo informações da Reuters, a população idosa é a que tem mais dificuldade em aderir à imunização. Para frear o avanço da covid-19, o governo de Cianjur quer atingir os idosos, grupo de risco do novo coronavírus, e por isso começou a distribuir uma galinha a cada pessoa que comparecesse ao posto de vacinação.

“Eu estava com medo de que, se fosse vacinado, morresse imediatamente… Então, havia notícias mais preocupantes de que essa vacina continha carne de porco”, contou Asep Saepudin, de 67 anos, após de vacinar.

“Os idosos não querem ser vacinados por vários motivos, alguns dizem que querem, mas não vêm, alguns até têm medo”, informou o chefe de polícia, Galih Aprian. “Então, recompensamos [sua participação] com galinhas.

Autoridades dizem que tem sido difícil convencer os idosos de que as vacinas são seguras. Uma das possíveis explicações pode ser religiosa. De acordo com a agência de notícias, 85% da população da Indonésia é muçulmana e está preocupada se os imunizantes são consideradas halal, ou seja, permissíveis pelo Islã.

Segundo o Ministério da Saúde do país, apenas 5% da população, ou 8,8 milhões de pessoas, foram vacinadas. A meta é imunizar, pelo menos, 181,5 milhões até o final de 2021.

O país relatou oficialmente 1,9 milhão de infecções por coronavírus e 53.280 mortes até o momento. Entretanto, estudos feitos com amostras de soro sanguíneo mostram que a disseminação da doença pode ser ainda maior que os números registrados.