Do Mais Goiás

Cid Gomes é baleado ao tentar entrar em batalhão da polícia com retroescavadeira

Senador organizava um protesto contra um grupo de policiais que tenta impedir o trabalho da PM. Cid Gomes passa por estabilização em hospital

Cid Gomes tem quadro clínico estável, diz boletim médico
Cid Gomes tem quadro clínico estável, diz boletim médico

Na tarde desta quarta-feira (19) o senador Cid Gomes (PDT-CE), irmão de Ciro Gomes, foi baleado enquanto tentava entrar no Batalhão da Polícia Militar de Sobral, no Ceará, com uma retroescavadeira. O político organizava um protesto contra um grupo de policiais que tenta impedir o trabalho da PM. O senador pilotava o equipamento tentando furar o bloqueio feito por PMs.

A assessoria do senador disse que ele havia sido atingido por uma bala de borracha. Contudo, depois informou ainda não ter certeza se o disparo foi com bala de borracha ou com bala de revólver. Segundo a assessoria, Cid Gomes passa por estabilização no Hospital do Coração de Sobral e será transferido para a Santa Casa de Misericórdia de Sobral.

“Vocês têm cinco minutos pra pegarem os seus parentes, as suas esposas e seus filhos e sair daqui em paz. Cinco minutos. Nem um a mais”, gritava Cid, utilizando um megafone, antes dos disparos. Durante a confusão no Batalhão da Polícia Militar, foram disparados tiros na direção de Cid Gomes. O veículo utilizado pelo senador teve os vidros quebrados.

O governador do CearáCamilo Santana (PT) anunciou nesta quarta ter solicitado ao governo Jair Bolsonaro o apoio de tropas para reforçar a segurança no Estado, após quatro batalhões da Polícia Militar serem atacados. Os ataques foram feitos por pessoas encapuzadas, mas há suspeita de que os responsáveis sejam policiais.

*Com informações do G1 e Estadão