Do Mais Goiás

Chuva de 50 mm alaga ruas e provoca queda de 19 árvores em Goiânia

Região Centro-Leste foi a mais afetada. Alagamentos foram registrados, carros foram danificados, árvores desabaram ao longo do dia

Chuva deixa ruas alagadas e provoca queda de 19 árvores em Goiânia
Chuva deixa ruas alagadas e provoca queda de 19 árvores em GoiâniaChuva deixa ruas alagadas e provoca queda de 19 árvores em Goiânia (Foto: Leitor/Mais Goiás)

A forte chuva que caiu na tarde da última quinta-feira (25) trouxe bastante estragos em alguns bairros de Goiânia. Segundo o Centro de Informações Meteorológicas e Hidrológicas do Estado de Goiás (Cimehgo), a região Centro-Leste da cidade foi a que registrou o maior índice pluviométrico: 50 milímetros. O resultado pode ser visto em alagamentos e queda de 19 árvores na capital.

Gerente do Cimehgo, André Amorim explica que as chuvas foram causadas pelo período de verão, mas a tempestade que assolou a cidade na última quinta é reflexo de um frente fria que atravessa o estado e encontrou umidade. Por causa disso, nuvens de tempestade se formou  em alguns setores da capital.

A previsão é de mais chuva durante o final de semana. em todas as regiões de Goiás. As pancadas serão isoladas e pode ser acompanhadas por rajadas de ventos e raios. Em Goiânia, por exemplo, pode chover 20 milímetros no próximo sábado (27) e 16 mm no domingo (28).

Estragos

Segundo a Comurg, diversas árvores caíram e os setores mais atingidos foram os setores Marista e Pedro Ludovico. Trinta e três equipes foram às ruas para desobstruir as vias. Veja os locais:

  • Rua 1001, setor Pedro Ludovico Teixeira
  • Rua 1024, setor Pedro Ludovico Teixeira
  • Alameda Dr. Sebastião Fleury, Marista
  • Rua 1132, setor Marista
  • Rua 1131, setor Marista
  • AV. C-136, setor Marista
  • Alameda Couto Magalhães, Bela Vista
  • Rua 71, setor São José
  • Av. T-2, setor Bueno
  • Av. T-63, setor Bueno
  • Av. Jardim Botânico, Vila Redenção
  • Rua R-9, Vila Redenção
  • Av. Segunda, Vila Redenção
  • Rua Samuel Morse, setor Serrinha
  • Rua 53, Jardim Goiás
  • Avenida Piratininga, Parque Amazônia
  • Av. S-3, setor Bela Vista
  • Av. Botafogo, Lot. Areião I
  • Rua 01, Parque Atheneu

De acordo com a Defesa Civil, no Setor Pedro Ludovico, a Rua Nonato Mota registrou ponto de alagamento causados pelo transbordamento do Córrego Botafogo e um veículo chegou a ser arrastado, mas não houve vítimas.

Já na Rua 1018, uma residência foi invadida pela água. O Corpo de Bombeiros foi acionado para ajudar no acolhimento da família. A Secretaria de Desenvolvimento Humano e Social realizou o acolhimento dessas pessoas.

Um buraco aberto pela Seneago foi isolado devido à chuva que caiu na Rua 12, também no Setor Pedro Ludovico. Um equipe do Secretaria de Infraestrutura (Seinfra) foi ao local.

Uma árvore caiu na Alameda Couto Magalhães, no Setor Bela Vista. Uma equipe da Comurg e da Secretaria Municipal de Mobilidade foram ao local.

Uma outra árvore causou danos materiais após cair sobre veículos, edificações e poste de energia na Rua 1024, também no Setor Bela Vista. A Defesa Civil chegou os riscos e isolou o local. Um equipe do Corpo e Bombeiros foi ao local, assim como os trabalhos iniciados pela Enel.

A Avenida 85 ficou sem energia após fios de tensão caírem sobre o asfalto. Foi feito uma isolamento pela Defesa Civil e a SMM cuidou a orientação do trânsito. A Enel também foi acionada. No Parque Lozandes, galhos de árvores caíram sobre os veículos do estacionados no Paço Municipal.

Logo após o término das chuvas, o Mais Goiás publicou alguns dos estragos. O caso que mais chegou atenção foi o do cabelereiro Mike Michel, de 28 anos. O veículo dele ficou com a parte traseira suspensa após a arvore ser arrancada pela raiz na Rua 1.132, no Setor Marista.

Foto: Reprodução