Espaço

China quer enviar homem à lua até 2036

Além disso, programa espacial chinês deve começar a estudar lado escuro da lua em 2018




O comandante do programa espacial tripulado chinês, Zhang Yulin, disse aos repórteres locais no último sábado (30) que o país espera colocar um astronauta na lua até 2036. Quem reporta é a Reuters. A notícia é apenas a cereja em um bolo espacial cada vez mais ambicioso por parte da China que planeja lançar mais duas estações espaciais, uma este ano e outra em 2022, além de começar a estudar o lado escuro da lua a partir de 2018.

 

Vale lembrar que a China já enviou um robô para o satélite natural ainda em 2013 e que agora quer dedicar os próximos 20 anos a desenvolver a infraestrutura necessária para uma missão tripulada. E é muita coisa: o país precisa criar um módulo lunar, roupas espaciais e, principalmente, um foguete potente o bastante para levar os astronautas até lá, assim como uma forma de voltar. Claro, a Rússia e os EUA já possuem essa tecnologia, mas não seria muito chinês pedir emprestado ou pegar uma carona.

 

Importante: durante a Guerra Fria, a União Soviética colocou um homem no espaço e os EUA colocaram um homem na lua tudo em menos de 10 anos. Ou seja, para os padrões de hoje, talvez a China nem precise de tanto tempo.

 

 

Tópicos