SAÚDE

China confirma nove mortes por coronavírus e quase 500 infectados

Infectados sofrem com febre e dificuldades respiratórias. Transmissão entre humanos foi confirmada e casos se espalharam para o exterior

Mundo

Da Redação
Do Mais Goiás | Em: 22/01/2020 às 12:04:32

(Foto: AP Photo/Dake Kang)
(Foto: AP Photo/Dake Kang)

De acordo com a CNN, o coronavírus já infectou quase 500 pessoas na China e matou ao menos nove, causando receio de uma nova pandemia. O surto teve origem em Wuhan, capital de Hubei, e os infectados sofrem com febre e dificuldades respiratórias. As autoridades de saúde do país confirmaram a transmissão de humano para humano, e os casos começaram a se espalhar para outras cidades e para o exterior.

Na última terça-feira (21), os Estados Unidos confirmaram o primeiro caso no país. Segundo o Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC), a vítima é um homem que estava na cidade chinesa de Wuhan e desembarcou em Seattle.

Foram relatados casos na Coreia do Sul, Tailândia e Japão, e há suspeitas de infectados na Austrália. Nesta quarta-feira (22) uma comissão da Organização Mundial da Saúde (OMS) realiza uma reunião de emergência em Genebra para decidir se o surto constitui uma “emergência de saúde pública de interesse internacional” e quais recomendações devem ser tomadas.

A Comissão de Saúde Nacional da China diz que ainda é possível prevenir e controlar a transmissão do vírus. Peritos do órgão, porém, afirmam ainda não ter compreendido inteiramente a rota da infecção. Acrescentam que vão monitorar atentamente para verificar se o vírus sofrerá alguma mutação.

Um estudo sugere que governo chinês restringe dados sobre coronavírus. O presidente chinês Xi Jinping determinou que os órgãos governamentais divulguem informações sobre o vírus e contribuam com órgãos internacionais.

Entretanto, relatos de familiares doentes e informações sobre o vírus estar se espalhando foram alvo de censura.

*Com informações do Catraca Livre