Agência O Globo

Champions terá final com dois brasileiros vestindo camisas 10 pela 1ª vez

Neymar e Philippe Coutinho serão os responsáveis por levar franceses e alemães ao título europeu

Neymar e Phillipe Coutinho, que jogarão a final da Champions League (Foto: Divulgação)
Neymar e Phillipe Coutinho, que jogarão a final da Champions League (Foto: Divulgação)

A final da Liga dos Campeões a ser disputada entre Bayern de Munique e Paris Saint-Germain reserva um marco histórico para o Brasil. Não só pela chance de título, mas por ser a primeira vez onde dois atletas de nacionalidade brasileira vestirão as camisas 10 das duas equipes que lutarão pelo maior título do continente europeu. Neste caso, Neymar e Phillippe Coutinho.

Quando a bola rolar em Lisboa, no próximo domingo, às 16h (de Brasília),a dupla entrará para a seleta lista de atletas de mesma nacionalidade que viveram esta situação. Antes do Brasil, a Argentina, a Holanda, a Inglaterra e a Espanha também atingiram esta marca. Veja a lista abaixo.

  • Argentina: Lionel Messi x Carlos Tevez em 2014/2015 – Barcelona x Juventus
  • Holanda: Arjen Robben x Wesley Sneijder em 2009/2010 – Bayern x Inter
  • Inglaterra: Wayne Rooney x Joe Cole em 2007/2008 – Manchester United x Chelsea
  • Espanha: Luis Suárez x Ferenc Puskás em 1963/1964 – Inter de Milão x Real Madrid
Uma observação rápida. Na temporada de 1963/1964, o ex-atacante húngaro Ferenc Puskás já havia se naturalizado espanhol e por isso entra na contagem. Registros mostram que ele passou a jogar pela seleção da Espanha em 1962, estando apto para representar o país.

Antes de Neymar e Coutinho, outros quatro brasileiros vestiram a camisa 10 em finais de Liga dos Campeões, mas não tiveram compatriotas do outro lado. Foram eles:

  • Valdo, em 1990, pelo Benfica contra o Milan
  • Romário, em 1994, pelo Barcelona contra o Milan
  • Ronaldinho, em 2006, pelo Barcelona contra o Arsenal

Já em 2003/2004, o luso-brasileiro Deco viveu situação contrária a de Puskas. Quando defendeu o Porto contra o Monaco na final da Liga dos Campeões, ele já havia se naturalizado português e defendido a seleção lusitana, o que o retira da contagem.

O Bayern de Munique, de Coutinho, chega à final da Liga dos Campeões pela 11ª vez em sua história. A classificação nesta temporada veio na vitória desta quarta-feira sobre o Lyon, por 3 a 0. Já o PSG, de Neymar,eliminou o Leipzig pelo mesmo placar e tentará o primeiro título do torneio em sua história.