Cidades

Césio 137: Trinta anos do brilho da morte

Apenas 19 gramas da substância levaram Goiânia a viver dias de horror e incertezas. Acidente radiológico é considerado o maior do mundo em área urbana

João Paulo Alexandre*
Do Mais Goiás
| Postado em: 10/09/2017 às 09:28:12
Césio 137: Trinta anos do brilho da morte
Leide das Neves foi a vítima com maior índice de contaminação e se tornou símbolo da tragédia (Foto: Leitor Mais Goiás/Barbara Carvalho)


Compartilhe

Palavras Chave: 30 anos Césio 137 Goiânia


Compartilhe