Do Mais Goiás

Cerimonialista de Anápolis humilha faxineira em áudio: “Você é lixo”

"Eu não misturo, eu tenho ódio de me misturar com gentalha igual você", diz Valeriano Filho, em áudio enviado à uma funcionária

Um áudio que viralizou recentemente está causando revolta entre internautas. Nele, o cerimonialista Valeriano Filho, do município de Anápolis, humilha e xinga de diversos termos pejorativos sua faxineira após ela comunicar que não poderia ir até sua casa fazer a limpeza. O cerimonialista, que diz na gravação ter ódio de ser misturar com “gentalha“, chega a chamar a funcionária de “lixo” e afirma que, se a encontrar na rua, cuspirá no seu rosto.

No áudio, é possível ouvir a funcionária explicando que não poderia ir até a casa do cerimonialista para fazer a limpeza. Entretanto, Valeriano para não reagir bem e, em resposta, passa a humilhar a faxineira de todas as maneiras possíveis, fazendo referência à condição social da mulher. “Você não é digna de limpar nada. Você, pra mim, não passa de um lixo. Sabe por que você vive nessa vidinha de merda sua? Porque você é lixo […]. Eu não misturo, eu tenho ódio de me mistura com gentalha igual você”, diz.

A fala de Valeriano acabou causando revolta nas redes sociais. “Visivelmente perturbado, coitado… Dignidade passou longe desse cidadão”, comentou uma internauta. “Me arrumem o contato da doméstica. Irei arrumar patrão digno para ela”, escreveu outro.

Ouça o áudio:

“Não tenho que dar satisfação para ninguém”, diz cerimonialista

O Mais Goiás entrou em contato com Valeriano Filho, oferecendo a ele espaço para comentar o conteúdo do áudio e a repercussão do caso. Todavia, o cerimonialista reagiu mal à ligação da reportagem que, segundo ele, estava “preocupada com fofoquinha”.

“Esse áudio eu mandei pra ela, conheço ela há mais de 15 anos. Tenho que dar satisfação nenhuma pra ninguém não”, disse ao repórter, em tom alterado.

Valeriano afirmou ainda que possuía uma boa posição no mercado de trabalho, e que o áudio não o afetaria. “Não preciso de mídia não. Nem boa, nem ruim. Eu tenho um belo de um emprego, não vai me afetar em nada essa mídia que estão fazendo com meu nome”, disse.

“Não humilhei ela. Humilhar alguém, se você não tem conhecimento de lei, é quando você faz isso em público”, declarou o cerimonialista, confundindo o termo ‘humilhar’ com o crime de injúria.