Cidades

Cerca de 20 pit bulls são encontrados em situação precária em casa de Goiânia

Delegado aponta que moradores da casa também vivem em condições precárias, mas se recusam a abrir mão dos animais


Amanda Sales

Do Mais Goiás | Em: 29/01/2018 às 17:29:40


Animais estavam machucados e em local apertado. (Imagem: Tv Anhanguera)
Animais estavam machucados e em local apertado. (Imagem: Tv Anhanguera)

Cerca da 20 cães da raça pit bull foram encontrados em condições precárias e supostamente sofrendo maus tratos em uma residência no Setor Leste Vila Nova, em Goiânia. Os animais foram encontrados durante operação realizada pela Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Contra o Meio Ambiente (Dema) no final do ano passado e, desde então, a situação dos cachorros vêm sendo monitorada pelo titular da especializada, Luziano de Carvalho.

O delegado explicou que são entre 15 e 20 animais, sendo que uma das fêmeas está prestes a ter filhotes. Luziano contou que a Polícia Civil chegou até o local por meio de denúncias, durante uma operação realizada pela delegacia e que o relatório já foi enviado para a Justiça.

Segundo Luziano, os animais são vítimas de maus tratos, além de viverem em um ambiente sujo e pequeno, que não fornece segurança para eles ou para as pessoas que vivem nas proximidades. “Nós nos preocupamos com o lugar onde os cachorros estão pois o muro da casa é muito baixo e já está danificado. Não é difícil um animal desse pular o muro ou acabar fugindo e ferir alguém na rua”, argumenta.

De acordo com o delegado, o dono dos cachorros é usuário de drogas e sua renda é proveniente da venda dos cães. Com o rapaz, vive sua mãe, uma senhora de 70 anos que está em cadeira de rodas e, segundo Luziano, também vive em condições precárias. No entanto, os proprietários não abrem mão dos animais, por isso, o titular da Dema aguarda a decisão da Justiça para tomar alguma atitude.

O delegado afirmou que está tentando encontrar uma solução para a situação da família e dos cães. Ele acionou a Vigilância Sanitária e a Secretaria de Municipal Assistência Social (Semas), para que possam agir em conjunto com a Polícia Civil, no sentindo de fornecer melhores condições de vida para os cães e seus donos. “Eu cogitei até comprar todos os cachorros e doá-los, mas o dono não quer aceitar minha proposta. Como ele está sob uso de drogas, muitas vezes vende os animais por qualquer valor, apenas para ter dinheiro e manter o vício”, disse Luziano.

O titular da Dema entrou em contato com o irmão dos proprietários do cachorro e, mais uma vez, foi informado de que o rapaz não venderia os animais. Segundo Luziano, uma equipe da Polícia Técnico Científica esteve no local e ficou comprovado que os cães estão machucados. Os laudos da perícia estão no inquérito enviado pelo delegado à Justiça.