FolhaPress
FolhaPress
Do FolhaPress

Ceni tem desempenho inferior a Dome e enfrenta pressão no Flamengo

A diretoria do Flamengo entende que o momento é de apoio a Rogério Ceni. Há um consentimento geral que que o treinador faz um grande trabalho

Rogério Ceni, novo técnico do Flamengo (Foto: Divulgação)
Rogério Ceni, técnico do Flamengo (Foto: Divulgação)

A vida de Rogério Ceni não tem sido nada fácil no Flamengo. Com sete jogos à frente do clube, o treinador já encara eliminações na Copa Libertadores, o principal objetivo do Rubro-Negro na temporada, e Copa do Brasil, além de resultados ruins também no Campeonato Brasileiro. Até agora foram três empates, duas derrotas e apenas duas vitórias, o que representa aproveitamento de 38%.

Nem mesmo o criticado Domènec Torrent teve início tão complicado como esse. No mesmo recorte de sete partidas, o catalão obteve três vitórias, dois empates e duas derrotas: 52% de aproveitamento. O treinador espanhol foi muito criticado por tentar mudar a filosofia de Jorge Jesus, que colecionou títulos importantes pelo Flamengo antes de fechar com o Benfica.

Mesmo assim, os números de Dome foram superiores ao de Ceni até o presente momento. A situação fica ainda pior quando avança na análise e fecha os números completos do catalão no Flamengo. Nos 26 jogos, obteve 15 vitórias, seis derrotas e cinco empates, o que representa 64% dos pontos disputados. Pesou, no entanto, três goleadas sofridas no caminho: 5 a 0 para Del Valle (Libertadores), 4 a 1 para o São Paulo e 4 a 1 para o Atlético-MG, ambos pelo Brasileiro.

O aproveitamento de Dome, de maneira geral e simplista, deixaria o Flamengo na vice-liderança do Brasileiro, atrás apenas do São Paulo, com 68,1%. Já com apenas os números atuais de Ceni, o Rubro-Negro estaria apenas no meio da classificação com números parecidos com Athletico, Bahia e RB Bragantino.

A diretoria do Flamengo entende que o momento é de apoio a Rogério Ceni. Há um consentimento geral que que o treinador faz um grande trabalho nos bastidores e que os resultados vão melhorar. O problema é que há certa pressa para que isso aconteça. Os cartolas contam com uma arrancada do Fla para seguir vivo na luta pelo bicampeonato do Brasileiro, única competição que resta ao Rubro-Negro na temporada.

Apesar da eliminação na Libertadores, que veio com um empate com o Racing, o Flamengo já está com uma invencibilidade de quatro jogos – duas vitórias e dois empates. O triunfo no clássico sobre o Botafogo, no último sábado (5), acalmou os ânimos da torcida que esperam os próximos passos da equipe.

Com 42 pontos, na terceira colocação, o Flamengo terá uma sequência de dois jogos no Maracanã: Santos (domingo, dia 13) e Bahia (20). Em seguida, viaja para visitar o Fortaleza antes de encarar mais um clássico com o Fluminense. A expectativa é que o time consiga encaixar uma arrancada para seguir com grandes objetivos na temporada.