Celulares escondidos em pedras de mármore são apreendidos no presídio de Formosa

Equipamentos seriam enviados para dentro da unidade prisional, que passa por reformas das quais os próprios presos são partícipes, como operários


Francisco Costa
Do Mais Goiás | Em: 09/11/2019 às 15:45:25

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Servidores do Presídio Estadual de Formosa localizaram cerca de 50 celulares, uma bateria para telefone móvel e 21 cabos USB, escondidos em pedras de mármore destinadas à reforma da unidade prisional. Os agentes impediram a entra dos dos equipamentos após os procedimentos padrão de revista, no fim da manhã deste sábado (9). Dois homens que fizeram a entrega dos itens foram detidos e encaminhados à delegacia do município.

Celulares escondidos em pedras de mármore são apreendidos no presídio de Formosa

Foto: Divulgação

De acordo com o diretor-geral da Coordenação Regional Prisional da Diretoria-Geral de Administração Penitenciária (DGAP), Wellington de Urzêda, o trabalho dos agentes e o uso do scanner corporal possibilitaram a interceptação. Ainda segundo ele, a ação reforça uma das metas estabelecidas pelo governo para aumentar a segurança nos presídios do Estado.

Os fatos ainda são apurados pela direção do presídio e, conforme informado, os destinatários, quando apontados, receberão as sanções disciplinares previstas em lei. Já os aparelhos e demais equipamentos ficam à disposição para serem investigados pelas autoridades competentes.

Reforma no presídio

Atualmente, o presídio de Formosa passa por uma reforma interna por conta da deterioração estrutural. Os trabalhos tiveram início depois de um motim de detentos, em 2018.

As obras são conduzidas com mão de obra dos próprios internos. Isso foi possível em razão de um acordo entre Ministério Público e o Poder Judiciário local.