PROJETO

CCJ aprova matéria que autoriza venda de ações da Saneago

Projeto que autoriza a venda de até 49% das ações da Saneago ainda precisa ser aprovado em duas votações em plenário da Alego


Da Redação
Do Mais Goiás | Em: 29/10/2019 às 19:07:26

Companhia fez ajustes para abertura de capital (Foto: Reprodução)
Companhia fez ajustes para abertura de capital (Foto: Reprodução)

A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) aprovou, na noite desta terça-feira (29), o projeto que autoriza a venda de até 49% das ações da Saneago. A matéria segue, agora, para plenário da Assembleia Legislativa de Goiás (Alego), onde precisa ser aprovada em duas votações.

Durante a CCJ, o líder do governo, Bruno Peixoto (MDB), apresentou relatório em que rejeita os votos em separado de Lêda Borges (PSDB) e Antônio Gomide (PT). A justificativa do emedebista era que as emendas eram parcialmente acolhidas.

A parte assegurada, segundo ele, é a de 51% de controle do Estado sobre a estatal (pedido de Gomide) e destinação de 30% dos recursos da venda para o saneamento (demanda de Lêda). Ficaram de fora: controle de 75% da Saneago por Goiás (Lêda) e destinação de 100% dos recursos de venda para o saneamento (Gomide).

“Minha assinatura nunca estará acostada em um projeto desses”, disse Lêda durante a discussão da matéria. Já Gomide afirmou que a Casa aprova uma matéria para venda de ações da Saneago sem que contratos da empres tenham sido renovados. Ele se refere aos de Goiânia e Anápolis, que vencem em 2023. “Não temos como votar sem garantias de que vai renovar em Goiânia e Anápolis.”

Somente Lêda Borges e Antônio Gomide votaram contra. 14 parlamentares registraram presença na CCJ.