Publieditorial

CCBEU: em busca dos adultos sem tempo

Escola de inglês lança curso que mistura presencial e online para quem tem pressa

Economia



É uma reclamação recorrente: muitos adultos, especialmente nas áreas de negócios, reclamam da falta do inglês. Porém, aprender acaba sendo um problema; como conciliar um curso com local e horário fixo e se dedicar tendo uma agenda que muda e se mexe constantemente?

Pensando nessa correria do dia-a-dia, o CCBEU (Centro Cultural Brasil Estados Unidos) desenvolveu um novo curso exatamente para quem possui a agenda muito cheia um valor atraente.

Se trata de um curso híbrido, que mistura aulas presenciais e online. O diretor executivo do CCBEU, Cládio Chagas, relembra as dificuldades: “Chamamos esse curso de Blended English, que além de novo, foi desenvolvido, para adultos que em sua maioria, não tem tempo para estudar inglês e não querem pagar muito.”

Da mesma forma, quem só faz o online também enfrenta barreiras: “Tem cursos online que o pessoal reclama que não tem professor e que acaba não levando adiante porque precisa ter alguém pra cobrar”. Ao misturar as duas coisas, Cláudio acredita ter chegado a um equilíbrio ideal.

O curso funciona assim: “O Blended mistura o curso de inglês online com o curso presencial. O aluno tem acesso a todo o material online através de qualquer dispositivo eletrônico e vai ter apenas duas horas presenciais mensais que serão definidas de acordo com a agenda dele em turmas de apenas seis alunos. Vão fazer as atividades em casa e vir para o professor tirar as dúvidas e repassar aquilo que viram pela internet”.

De 15 em 15 dias, o aluno vai à escola ter a aula, repassar o que viu, tirar suas dúvidas, e ver qual é a próxima atividade que ele terá que fazer. Além disso, ainda há a vantagem do custo: “Queremos atingir quem não tem tempo e como as aulas presenciais são poucas o preço também é reduzido, sendo mais barato em relação aos demais cursos presenciais. Pra você ter ideia, é mais de 50% de desconto sobre os valores regulares”, explica Cláudio.

Também não há material didático físico: todas as atividades serão feitas pela plataforma online do CCBEU. No total, o curso tem 32h de duração e muito ficará a critério do compromisso do aluno: “O que o aluno tem que se comprometer é cumprir as atividades passadas pelo professor. Ele tem 15 dias para cumpri-las. Fica ao critério dele adaptar de acordo com sua agenda”.

Até mesmo o método avaliativo é diferente e online: “Não tem provas. O próprio curso possui métodos de avaliação. Você só passa para a atividade seguinte se tiver atingido um certo nível de desempenho na atividade anterior”, ressalta Cláudio.

As matrículas da primeira turma já estão abertas. Ela será dedicada apenas a alunos iniciantes. “Estamos começando com o nível 1 apenas para alunos iniciantes. Pensamos em fazer este curso até o nível 5. As aulas presenciais serão feitas aqui na matriz [no Jardim América], já o resto é tudo na internet”, conta Cláudio.

Restam poucas vagas sobrando para fechar a turma. Já está tendo procura, então se você tem interesse, é bom se apressar: “Assim que a turma fechar, já vamos começar as aulas imediatamente”, disse Cláudio.

Iniciativas e parcerias

Além dos cursos de inglês, o CCBEU também possui uma parceria com o Departamento de Educação dos EUA e outras instituições promovendo com frequência atividades culturais e educativas para seus alunos e também abertas à comunidade.

Cláudio destaca um programa de oficinas chamado Maker’s Space que encoraja o desenvolvimento de habilidades dos alunos: “A gente tem oficinas de robótica, de origami, fotografia, entre outras e isso é aberto para a comunidade toda. A gente teve um trabalho de bio-joias em parceria com o Partners of the Americas e fizemos esse evento que é fazer bijuteria com sementes, por exemplo. O dinheiro arrecadado foi doado para o Hospital das Clínicas. Conseguimos arrecadar US$ 50 mil. Essa é uma entre várias outras iniciativas que nós temos para nossos alunos e comunidade acontecendo em nossas unidades”.

Com 55 anos de idade, o CCBEU atualmente está presente em 7 unidades na capital e duas no interior, (Piracamjuba e Mineiros). Cláudio conta que agora a escola quer expandir e está em busca de parceiros em escolas de ensino infantil e fundamental.

“A gente está com um projeto de expansão voltado muito para escolas. Vamos aplicar a introdução do curso de inglês do CCBEU na grade regular da escola. Deixa explicar melhor: o inglês dado na grade normal na sala de aula da escola, é o inglês do CCBEU com um dos nossos professores com o mesmo conteúdo e nível daquele ensinado em qualquer uma de nossas unidades. Isso facilita para os pais que não precisarão levar o filho para a aula de inglês depois da aula e ainda com um valor muito menor, podendo chegar a 70% de desconto. Para esse projeto de expansão estamos em busca de parceiros em escolas de nível infantil e fundamental”.

Ou seja, os alunos do colégio recebem aulas de inglês de nível reconhecido oficialmente pelo governo americano e os pais economizam por não ter que pagar um curso fora da escola e fora do horário regular de aula: “E pra escola é muito bom porque ela tem um diferencial, não tem despesa com professor e ensina inglês de qualidade”, destaca.

Outro destaque fica por conta do Education USA, escritório do governo dos EUA presente no CCBEU. Pelo escritório, os interessados podem saber tudo o que precisam para estudar nos Estados Unidos em diferentes programas de intercâmbio e educação: “Todas as informações que você precisa para estudar na sua área e quer saber se tem nos EUA como: o que é preciso fazer, como se faz, quanto custa, se tem bolsa, tudo é feito através do CCBEU”.

Falando nisso, o CCBEU também promove no dia 2 de abril do ano que vem o Roadshow Education of America. Se trata de uma feira de universidades: “Cerca de 18 universidades americanas virão que com stands próprios vão atender todo mundo que tem o interesse em estudar ou fazer sua educação no exterior”, explica.