FolhaPress

Casal que se conheceu no Tinder fecha ‘contrato de namoro’ de 17 páginas

Segundo acordo, rapaz teria que fazer exercícios 5 vezes por semana

Casal que se conheceu no Tinder fecha 'contrato de namoro' de 17 páginas - A jovem Annie Wright, de 21 anos, adotou uma estratégia diferente para mostrar suas expectativas românticas ao namorado Michael Head, assinando com ele um contrato de namoro de 17 páginas, listando
Casal que se conheceu no Tinder fecha 'contrato de namoro' de 17 páginas (Foto: Redes sociais)

A jovem Annie Wright, de 21 anos, adotou uma estratégia diferente para mostrar suas expectativas românticas ao namorado Michael Head, assinando com ele um contrato de namoro de 17 páginas, listando “termos e condições” que ele deveria seguir para namorá-la.

Entre as exigências, ela escreveu que o rapaz deveria pagar as contas dos encontros, comprar flores para ela duas vezes ao mês e fazer exercícios físicos pelo menos cinco vezes na semana, o que, segundo Annie, era uma regra não negociável.

Ela e Michael, de 23 anos, se conheceram em outubro do ano passado pelo aplicativo de relacionamentos Tinder, enquanto estudavam na mesma cidade universitária, nos Estados Unidos. Em entrevista ao tabloide britânico Mirror, Annie afirma que fez o contrato depois de viver um relacionamento tóxico, em que seu companheiro ultrapassou os limites desejados por ela.

Tentando evitar que a situação se repetisse, ela brincou com o “ficante” que os dois deveriam escrever aquilo que mais queriam no relacionamento, o que deu origem ao contrato de 17 páginas, com destaque às cláusulas criadas por ela.

Michael, que estuda direito em uma faculdade nos Estados Unidos, aceitou os termos e os dois começaram a namorar oficialmente.

Agora, Annie afirma que o “documento” foi uma chave importante para o sucesso de seu relacionamento e afirma que vai sugerir uma “revisão anual” no próximo mês, quando o casal completa 1 ano de namoro.

“Foi uma virada de jogo. Eu recomendo que todos os casais tenham um. É a melhor coisa”, afirmou Annie em entrevista à mídia britânica, falando sobe o contrato. “Nós tratamos nosso relacionamento quase como uma interação de negócios. Nós lidamos com conflitos como parceiros nos negócios lidariam. Nós nos sentamos e discutimos mais como parceiros de vida, o amor é um bônus”, completa ela, que estuda administração no ensino superior.

Fisiculturista se casa com boneca sexual em cerimônia no Cazaquistão: assista ao vídeo.