Entorno

Casal preso por estupro de vulnerável alegava receber entidades para cometer o crime em Luziânia

Segundo a Polícia Civil, o homem dizia que recebia entidades com necessidades sexuais. A mulher dele, que alegou medo, oferecia as irmãs para o ato criminoso


Kayque Juliano
Do Mais Goiás | Em: 09/05/2019 às 12:07:30

O casal está preso preventivamente (Foto: Divulgação/PC)
O casal está preso preventivamente (Foto: Divulgação/PC)

Um casal foi preso na manhã desta quarta-feira (8) suspeito de autoria em crimes de estupro de vulnerável em Luziânia, no Entorno do Distrito Federal. De acordo com a Polícia Civil (PC), Lécio Siqueira Campos, de 41 anos, abusava das irmãs da esposa, Eliene Vieira Gomes, 38 anos, alegando que estava “incorporando entidades”.  Com medo, a mulher dele oferecia as garotas, de 14 e 18 anos, para o abuso. Os crimes ocorreram em 2013.

As vítimas moravam na zona rural e passavam a semana na casa da mulher para frequentarem a escola. Era nesse período que os abusos aconteciam. De acordo com as investigações, Lécio dizia à mulher recebia entidades, as quais necessitavam de “satisfazerem-se sexualmente” das vítimas e, em troca, não tomaria a vida de outros familiares. Alegando medo, a mulher entregava as próprias irmãs. O homem afirma não se lembrar do que acontecia, já que estava “possuído”.

De acordo com a titular da Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (Deam), de Luziânia, Dilamar Aparecida Castro, o casal demorou a ser preso porque Lécio estava foragido desde então. A mulher foi detida em Luziânia, enquanto Lécio foi localizado em Anápolis. Ambos foram autuados por estupro de vulnerável e conduzidos à cadeia da cidade onde cumprem prisão preventiva.