Do Mais Goiás

Casal gay que vai se casar em Anápolis recebe ameaças nas redes sociais

Depois das ameaças, eles revelaram que perderam patrocínios

Pessoa anônima cria perfil para ameaçar casal homoafetivo que iria se casar em Anápolis
Pessoa anônima cria perfil para ameaçar casal homoafetivo que iria se casar em Anápolis (Foto: Reprodução/Redes Sociais)

Os empresários e digital influencers Saulo Rodrigues e Rafael Ferreira viraram alvo de ataques nas redes sociais desde que decidiram se casar, em Anápolis. O linchamento virtual parte de perfis falsos, como o que se intitula “morte Saulo e Rafael”. Por causa das ameaças, o dono do salão em que a cerimônia de casamento iria acontecer cancelou o contrato. Empresas que patrocinariam o evento também desistiram da parceria. 

A primeira ameaça foi presencial. Um homem entrou na loja do casal e disse que atiraria nos dois. Os ataques no mundo virtual são igualmente brutais. Uma das mensagens, postada por um perfil anônimo, dizia: “Vocês acham que é bonito, seus ridículos. Vocês vão morrer. Vocês são uma vergonha para a sociedade, seus gays nojentos”.

Pessoa anônima cria perfil para ameaçar casal homoafetivo que iria se casar em Anápolis (Foto: Reprodução/Redes Sociais)

Pessoa anônima cria perfil para ameaçar casal homoafetivo que iria se casar em Anápolis (Foto: Reprodução/Redes Sociais)

Pessoa anônima cria perfil para ameaçar casal homoafetivo que iria se casar em Anápolis (Foto: Reprodução/Redes Sociais)Pessoa anônima cria perfil para ameaçar casal homoafetivo que iria se casar em Anápolis (Foto: Reprodução/Redes Sociais)

Pessoa anônima cria perfil para ameaçar casal homoafetivo que iria se casar em Anápolis (Foto: Reprodução/Redes Sociais)

As mensagens ainda dizem que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) tinha razão ao criticar a união homoafetiva. “Bolsonaro tem razão, tinha que eliminar esses viadinhos malditos. Isso é falta de porrada na cara. Se vocês não desistir do casamento, vocês vão ver”, finaliza.

Saulo afirma que o recuo de empresas contratadas para prestar serviços no casamento não foram suficientes para que eles desistissem de realizar o sonho. “Estamos procurando outro lugar, perdemos muitos patrocínios e estamos desesperados”, diz.

O caso foi registrado na Polícia Civil e o suspeito já foi identificado.

Dono de clínica é esfaqueado por funcionário usuário de drogas em Anápolis; leia.