Sexo irresponsável

Casal é multado em R$ 32 mil por furar quarentena para fazer ménage

Casal de férias em Barbados chamou uma jamaicana no hotel enquanto aguardava o resultado dos exames da Covid-19


Joao Paulo Alexandre
Do Mais Goiás | Em: 08/01/2021 às 19:12:25

Casal é multado em R$ 32 mil por furar quarentena para fazer ménage Crédito: Oswaldo Reis/Esp.CB/D.A Press. Brasil)
Casal é multado em R$ 32 mil por furar quarentena para fazer ménage Crédito: Oswaldo Reis/Esp.CB/D.A Press. Brasil)

Um casal britânico foi multado em 4.400 euros, equivalente a R$ 32 mil ,por furar a quarentena para fazer menáge à trois. A dupla está de férias em Barbados, na Jamaica, e tentaram passar um noite diferente durante a pandemia.

Porém, a aventura sexual vai contra as regras da ilha para evitar a disseminação da covid-19. Andrew Luker e Julia Knightley estavam no local desde o último dia 28 de dezembro e deveriam ficar de quarentena para esperar o resultado dos testes do novo coronavírus.

Para alegrar a noite, eles convidaram uma mulher jamaicana para fazer sexo a três, o famoso menáge. Um segurança, entretanto, frustrou os planos e chamou a polícia ao ver a mulher entrando no hotel.

Quando os policiais chegaram no local, os três estavam tomando drinques após o sexo. O casal confessou que sabia que deveria aguardar o resultado dos exames isolados, mas disse que não sabiam da proibição de receber convidados.

Eles pagaram os valores das multas. Caso não quitassem as quantias em até sete dias, eles poderiam se presos por nove anos.

Sexo e problema

Um caso inusitado foi o da apresentadora Claudia Winkleman. Ela é conhecida de longa data do publico britânico, graças a seu trabalho de quase três décadas em canais como BBC e ITV. Mas os fãs provavelmente desconheciam uma fobia dela, que atrapalha até a vida de Claudia com o marido, Kris Thykier: a de beber água.

Em declarações ao podcast Off Menu, Claudia disse que o medo se torna “problemático” para ela sempre que Thykier — com quem está casada desde 2000 — bebe “grandes quantidades” de água. E isso atrapalha até mesmo a intimidade do casal.

“Imagine que você está em um encontro — e eu estou com o mesmo homem há 100 anos. Ele está sentado e diz algo como: ‘Eu não sei o que pedir. O que você vai pedir? Talvez devêssemos pedir a mesma coisa’. E alguém chega e diz: ‘Vocês gostariam de uma água?’. E ele diz: ‘Sim, claro’. Eles dão um copo d’água e ele bebe tudo”, exemplificou.

*Com informações do Correio Brasiliense