Transporte Coletivo

Cartão Metrobus passa a ser obrigatório para garantir meia-tarifa neste sábado (5)

A implementação da obrigatoriedade do cartão já havia sido adiada em outras ocasiões em decorrência da baixa procura do cartão por parte da população




Começa neste sábado (5) a obrigatoriedade do uso do Cartão Metrobus para garantir o direito à meia-tarifa nos terminais e plataformas do Eixo Anhanguera. A implementação da obrigatoriedade do cartão já havia sido adiada em outras ocasiões em decorrência da baixa procura do cartão por parte da população.

Segundo a Rede Metropolitana de Transporte Coletivo (RMTC), mesmo depois do início da vigência, quem quiser continuar pagando 50% do valor da passagem poderá solicitar o cartão a qualquer momento. O cadastramento é feito nas unidades Vapt Vupt, no site da Secretaria de Governo ou da Superintendência da Juventude e pelo aplicativo “Cartão Metrobus” disponível para todas as plataformas. O cadastro tem validade de 12 meses e é renovado anualmente no mês do aniversário do titular.

O cliente que não estiver de posse do cartão na hora do embarque pagará a tarifa integral vigente de R$ 3,70. Para fazer o cadastro são necessários os seguintes documentos: carteira de identidade, CPF, foto 3×4 e comprovante de endereço com data recente. O cartão fica pronto em até 15 dias e a primeira via é emitida gratuitamente. Quem efetuou o cadastro, mas possui pendências, deve procurar com urgência uma unidade Vapt Vupt com os originais e uma cópia de todos os documentos para regularizar a situação.

O Cartão Metrobus dá direito a até quatro viagens diárias, em um total máximo de 120 viagens por mês.

Adiamentos

O primeiro prazo estipulado para a obrigatoriedade do Cartão Metrobus para obter o direito da meia passagem no Eixo Anhanguera era o dia 23 de setembro. No entanto, como a busca pelos cartões nas agências Vapt Vupt foi abaixo do esperado, a implementação foi adiada para o dia 8 de outubro.

Porém, mais uma vez, o desinteresse dos usuários fez com que o prazo fosse esticado novamente, para o dia 5 de novembro. Em comunicado, a empresa afirmava que havia 44 mil beneficiários cadastrados, dos quais apenas 20 mil haviam retirado seus cartões.

Tópicos