Agência Brasil

Carnaval de rua reúne 6,4 milhões de pessoas no Rio

Somente ontem (25), terça-feira de carnaval, 57 blocos desfilaram

escolas de samba vacina coronavírus Carnaval de rua reúne 6,4 milhões de pessoas no Rio
Carnaval de rua reuniu 6,4 milhões de pessoas no Rio de Janeiro esse ano (Foto: Marco Antonio Teixeira / Riotur)

O carnaval de rua do Rio de Janeiro reuniu quase 6,4 milhões de pessoas desde a abertura oficial da festa, no dia 12 de janeiro. Somente ontem (25), terça-feira de carnaval, foram 57 blocos desfilando, que reuniram 1,7 milhão de pessoas. Um deles, o Fervo da Lud, criado em 2017, arrastou 1 milhão de foliões no centro, desbancando o tradicional Bloco da Bola Preta, que reuniu no sábado (22) 630 mil foliões.

Segundo dados da Riotur, a Orquestra Voadora atraiu 330 mil pessoas ao Aterro do Flamengo, com sua fanfarra e alegorias circenses. No Jardim Botânico, 80 mil pessoas compareceram ao Vagalume o Verde. A Banda de Ipanema arrastou 95 mil foliões.

Nos quatro dias de festa, outros destaques de público foram o Carrossel de Emoções, no sábado (22), com 115 mil pessoas; no domingo (23) os maiores públicos foram no Bangalafumenga (500 mil), Areia (385 mil) e Cordão do Boitatá (80 mil); na segunda-feira (24), destaque para o Sargento Pimenta (340 mil) e para o Corre Atrás (80 mil). No fim de semana anterior ao carnaval, foi quase 1 milhão de foliões nas ruas.

Lixo no carnaval de rua

Desde sexta-feira (21), primeiro dia de desfiles na Sapucaí, a Companhia Municipal de Limpeza Urbana (Comlurb) recolheu na região do sambódromo 243,5 toneladas de lixo. Nos blocos de rua, a coleta chegou a 108,1 toneladas de lixo.

As infrações pela lei do Lixo Zero chegaram a 866, com 807 multas por urinar em local impróprio, no valor de R$ 607,54, e 59 por descarte irregular, no valor de R$ 221,75.

Folia de cinzas

Nesta Quarta-feira de Cinzas, ainda há desfiles previstos. O tradicional Bloco das Mulheres Rodadas, que não integra a lista oficial do carnaval da cidade, faz, desde as 9h, seu sexto desfile, no Largo do Machado, zona sul do Rio. Criado em 2015, foi o primeiro bloco feminista da cidade e mistura folia com a luta pelos direitos das mulheres e contra a violência de gênero e o feminicídio.

Na abertura não oficial do carnaval do Rio, o grupo realizou a performance “Um estuprador no teu caminho” do coletivo feminista chileno LasTesis, realizado em diversas cidades no mundo, no fim do ano passado, numa mobilização mundial de denúncia contra a violência sexual estrutural sofrida pelas mulheres.

Confira a lista dos blocos oficiais de hoje, de acordo com a Riotur:

8h – Agytoê, Centro, Praça do Expedicionário

9h – Bloco mais foda do mundo, Barra Da Tijuca, Av Lucio Costa 3300.

11h – Bloco Carnavalesco Ainda Aguento, Ribeira, Ilha do Governador, Praia da Engenhoca

13h – Bloco Mameluco, Andaraí, Rua Uruguai 35

16h – B.C. Algodão Doce, Saúde Largo São Francisco da Prainha

16h – Planta na Mente, Lapa, Praça Cardeal Câmara

16h – Grbc Chave De Ouro, Engenho de Dentro, Rua Adolfo Bergamini 326

17h – Embaixadores da Folia, Lapa, Avenida Gomes Freire

17h – Me Enterra na Quarta, Santa Teresa, Rua Áurea

17h – Bloco Batuque das Meninas, Catete, Largo do Machado

Matéria atualizada às 13h51