Culpa humana

Carcaça bovina queimada pode ser a causa de incêndios em parques estaduais, diz delegado

Segundo o delegado da Dema, produtor rural relatou que atou fogo nos restos mortais do animal, mas nega que as chamas tenham se espalharam pela vegetação

Cidades

Joao Paulo Alexandre
Do Mais Goiás | Em: 17/09/2019 às 18:21:47

Carcaça bovina incendiada pode ter ocasionado incêndio em parques (Foto: Divulgação/Dema)
Carcaça bovina incendiada pode ter ocasionado incêndio em parques (Foto: Divulgação/Dema)

Uma carcaça bovina queimada por ser sido a causa do incêndio que atingiu os parques estaduais do João Leite e Altamira de Moura Pacheco, em Goiânia. De acordo com o delegado Luziano de Carvalho, da Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Contra o Meio Ambiente (Dema), um produtor rural confirmou que ateou o fogo nos restos mortais do animal mas nega que as chamas não teriam se espalhados pela vegetação.

O delegado ressalta que o local onde a carcaça bovina foi queimada ficava a cinco metros da área incendiada. Segundo Luziano, a ação do homem – somada ao clima seco, vento forte e baixa umidade – contribuíram para que as chamas se alastrassem rapidamente. O delegado afirma que outras pessoas serão ouvidas nos próximos dias.

O incêndio nos parques foi totalmente controlado pelo Corpo de Bombeiros na noite desta segunda-feira (16), após três dias de intenso trabalho no local. Segundo a corporação, mil hectares de vegetação foram consumidos pelo fogo. O sub-comandante da Operação Cerrado Vivo, major Eberson Holanda, falou ao Mais Goiás que as chances do fogo ter sido provocado por causas naturais são quase nulas.

“Assim que nossa equipe controlou o incêndio, entramos na fase de rescaldo dessas áreas. Nós estamos observando e controlando. Contamos com nossa equipe de especialistas no parque para acompanhar possíveis focos de recognição de incêndio. Estamos utilizando um drone para que a possamos detectar focos com mais rapidez”, afirmou.

No total, foram designados 79 militares e oito viaturas da corporação para ajudar no combate às chamas. Segundo a corporação, o incêndio teve início nas proximidades do Residencial Vale dos Sonhos, próximo à BR-153. Com grande velocidade, o incêndio atingiu uma área que fica às margens da GO-080, perto de Nerópolis.

A Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad) publicou uma nota em que pede para que as pessoas evitem queimadas. “Tivemos menos chuvas em 2019, estamos com uma umidade relativa do ar menor e a fixação de água nas plantas também reduziu dentro deste contexto. Vivemos uma seca muito prolongada, de cerca de 120 dias, com crise hídrica muito grave, que reduziu não só a vazão dos rios, mas também as reservas subterrâneas de água”,  diz a secretária da pasta, Andreas Vulcanis.