Do Mais Goiás

Capturados dois envolvidos em assassinato de motorista de aplicativo

Após o crime, dupla que esfaqueou Carlos Roberto da Silva bateu o veículo em um poste, e fugiu correndo a pé, sem nada levar

Envolvidos na morte de motorista de app têm prisão preventiva e internação decretadas
Envolvidos na morte de motorista de app têm prisão preventiva e internação decretadas

Uma adolescente de 16 anos foi apreendido e um jovem de 19 está preso por suspeita de participação no assassinato do motorista de aplicativo Carlos Roberto da Silva, de 58 anos. Após matarem a vítima com várias facadas no início desta semana, em Goiânia, os criminosos bateram o veículo em um poste, e fugiram sem levar nada.

Servidores da Comurg foram quem encontraram, na madrugada da última terça-feira (30), em uma rua do Setor São Francisco, o corpo de Carlos Roberto da Silva, que trabalhava como motorista de aplicativo. Poucas horas depois, o carro dele foi localizado abandonado na Avenida Luísa Maria Coimbra Bueno, no Setor Jardim dos Cerrados 8, também em Goiânia.

Dentro do veículo, que havia batido em um poste, e estava capotado na pista, a polícia encontrou a carteira com os documentos pessoais da vítima. Ao lado do carro foi localizada uma faca suja de sangue que, descobriu-se, foi usada para assassinar Carlos Roberto da Silva. Câmeras de segurança da rua onde aconteceu o assassinato mostram o momento em que os criminosos arrancaram o motorista do volante e o esfaqueiam mais de quatro vezes.

Ao investigar o caso, equipes do Grupo de Repressão a Roubos (GARRA), da Deic, descobriram que o maior, localizado e preso em sua casa no Jardim dos Cerrados, era quem havia encomendado o roubo, praticado por dois adolescentes. Em depoimento, ele confessou o crime, mas disse que quando soube que o motorista tinha sido assassinado desistiu de ficar com o veículo, e não permitiu que os dois adolescentes deixassem o carro em sua casa, ocasião em que eles foram embora e capotaram o veículo roubado.

A polícia ainda não conseguiu localizar o segundo menor que abordou o motorista, mas já descobriu que as facadas foram desferidas pelo adolescente que já está apreendido. “Todos eles já possuem outras passagens pelo mesmo crime, e tem até uma tentativa de latrocínio, já estiveram presos ou apreendidos no ano passado, mas, liberados, continuaram praticando a mesma ação delituosa, que desta vez acabou por ceifar a vida de um trabalhador”, descreveu o delegado Fabrício Flávio Rodrigues, titular do GARRA, da Deic.

Tanto o maior quanto o adolescente foram autuados em flagrante, mas o delegado informou que ainda nesta semana irá solicitar a decretação da prisão preventiva, e a internação provisória deles junto à justiça.