Do Mais Goiás

Candidatos da chamada “chapinha” voltam atrás e apoiam a candidatura de Marconi

O anúncio foi nesta terça-feira (09/09), em reunião com a coordenadora política da coligação Garantia de um Futuro Melhor para Goiás, senadora Lúcia Vânia (PSDB)

//
//

Os 41 candidatos a deputados federais que integram a chamada “chapinha”, cujas candidaturas foram indeferidas pela Justiça Eleitoral, voltaram a apoiar a reeleição do governador Marconi Perillo.

O anúncio foi nesta terça-feira (09/09), em reunião com a coordenadora política da coligação Garantia de um Futuro Melhor para Goiás, senadora Lúcia Vânia (PSDB). “Candidatos ou não, vocês fazem parte do projeto que Marconi tem para manter o Estado no caminho certo”, afirmou a parlamentar.

Formada pelo PHS, PSL, PEN, PTC, PMN e PV, a chapa foi indeferida pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE) pelo fato da sua composição não ter reservado 30% das vagas para mulheres. O grupo lançou 29,41% de candidatas femininas. Após o problema, alguns dos candidatos que tiveram seus registros indeferidos, pensaram em apoiar o candidato do PMDB ao governo, Iris Rezende.

d982a3fd84f3ac6e0673cd88a25c7f1b - Mais GoiásNo entanto, dizem ter percebido que o governador, além de representar o melhor para o Estado, também foi solidário aos colegas de coligação. “Foi um mal-entendido. Estamos aqui para somar forças e reeleger Marconi já no primeiro turno”, afirma Ruth Bento (PHS), uma das candidatas que teve o registro indeferido.

Durante a reunião, Lúcia Vânia explicou que todas as providências jurídicas que cabiam à coligação foram tomadas. “Não deixamos de atender nenhum candidato ou membro das legendas que integram as chapas proporcionais”, garantiu. Um novo recurso para definir a situação dos candidatos será julgado na próxima semana. “Vocês têm o apoio e a solidariedade da nossa coligação”, reiterou.