Black face

Candidato pinta o rosto para entrar em concurso do INSS por cota racial, em MG

Branco dos olhos claros, homem passou como cotista negro após pintar o rosto e usar lentes pretas para mascarar a cor dos olhos


Fabricio Moretti
Do Mais Goiás | Em: 07/06/2019 às 19:07:06

Lucas pintou a pele e utilizou lentes escuras (Foto: Reprodução)
Lucas pintou a pele e utilizou lentes escuras (Foto: Reprodução)

Lucas Soares Fontes, passou em um concurso do Instituto Nacional de Seguro Social (INSS), na Agência de Além Paraíba (MG) e ocuparia o cargo de Técnico do Seguro Social. Porém, após uma denúncia anônima, foi eliminado da seleção. Lucas é branco e de olhos claros e passou como cotista negro após pintar o rosto e usar lentes pretas para mascarar a cor dos olhos.

Conta na denúncia que após ser notificado pelo órgão e solicitado que enviasse novas fotos, “o candidato enviou um e-mail para a Divisão de Desenvolvimento de Carreiras do INSS, informando que na certidão de nascimento dele constava a cor parda”.

Além disso, Lucas afirmou ter documentos comprovando sua participação em outros processos seletivos por meio de cotas, em que teria sido “aprovado e homologado”. Entre as instituições estariam a Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) e o Conselho Regional de Psicologia.

O candidato alegou que as imagens da denúncia foram “clareadas de forma a alterar o seu tom de pele” e os “eventuais olhos azuis” são lentes que utiliza “eventualmente para fins estéticos”.

Novas fotos

O Cebraspe, banca avaliadora do concurso, pediu ao INSS que o candidato enviasse novas fotos para comparação. As novas fotos enviadas por Fontes, entretanto, também não eram reais. O Cebraspe solicitou que o candidato fosse ao INSS para tirar outras fotos. Contudo, Lucas alegou que não poderia ir “por estar afastado”.

Foi solicitada a foto da identidade ou da carteira de motorista para comparação. A investigação acerca do caso teve início em 11 de outubro de 2018 e foi concluída somente no último 21 de maio deste ano. A dispensa dele foi publicada no Diário Oficial da União do último 30 de maio.

Tópicos