E QUEM É DE ÁRIES?

Candidato afirma que empresa quis fazer mapa astral em entrevista de emprego

"O dono da empresa perguntava sobre os signos das pessoas porque ele não contratava ninguém de Touro", afirma designer


Da Redação
Do Mais Goiás | Em: 05/03/2020 às 13:09:00

"O dono da empresa perguntava sobre os signos das pessoas porque ele não contratava ninguém de Touro", afirma designer (Foto: Reprodução/BBC)

O designer Pedro Henrique, 23 anos, ficou surpreso com uma pergunta feita durante uma entrevista de estágio em uma loja do Rio de Janeiro. O carioca afirma que foi questionado sobre qual era seu signo e funcionários da empresa quiseram informações sobre o mapa astral do candidato.

“Fui entrevistado pelo próprio dono. Ele me fez muitas perguntas profissionais, sobre minha experiência na área e sobre a minha universidade. Mas depois começou a fazer perguntas pessoais e quis saber o meu signo“, diz o jovem, que é de Leão.

Horas depois, quando Pedro relatou o fato para outras pessoas, mais surpresas. “Um amigo me contou que uma conhecida dele fez estágio nessa empresa e disse que o dono perguntava sobre os signos das pessoas porque ele não contratava ninguém de Touro“, disse Pedro à BBC.

Na internet há inúmeros relatos de pessoas que afirmam terem sido perguntadas sobre signos durante entrevistas de emprego. Sem saberem a importância que os entrevistadores deram a isso, muitos acreditam que o signo possa ter sido levado em consideração.

Candidato afirma empresa quis fazer mapa astral em entrevista emprego

Inúmeras pessoas afirmam terem sido perguntadas sobre signos durante entrevistas de emprego (Foto: Reprodução/Getty)

O fato causa indignação em especialistas em Recursos Humanos (RH), que dizem que o signo não pode ser considerado de forma alguma um critério para a contratação de um trabalhador.

“Seja um profissional de recursos humanos ou o proprietário de um estabelecimento, considerar o signo ao avaliar um trabalhador é absolutamente errado e inadequado. Isso fere a meritocracia. Entra em uma espécie de determinismo astrológico”, afirma o pesquisador em Comportamento Organizacional, Marco Tulio Zanini.

“O dono da empresa fez meu mapa astral”

“Fui a uma entrevista com meu currículo impresso em mãos. Quando fui chamada para conversar com o dono da empresa, ele viu a minha data de nascimento e começou a fazer ali mesmo o meu mapa astral. Ele perguntou meu signo, ascendente e lua. Achei uma atitude nada razoável”, relata a designer Juliana, 34 anos.

Ela conta que achou a situação engraçada. “Foi algo excêntrico. Eu adoro signos e astrologia, mas de uma forma divertida. Nunca deixaria de trabalhar por conta disso. Inclusive, o meu namorado é de Capricórnio, que tem uma péssima fama de coração gelado, é um amor”, afirma.

Ela, que é de Libra, não foi chamada para a vaga. Porém, acredita que o signo não tenha tido impacto na decisão.

*Com informações da BBC