Investigações

Caminhoneiro “vítima” de falso sequestro tem prisão preventiva decretada por roubo

Depois de subtrair o dinheiro das entregas, segundo as apurações, o condutor se evadiu para outro estado, ainda não informado. Na oportunidade, a empresa reforçou que R$ 20 mil estavam desaparecidos


Da Redação
Do Mais Goiás | Em: 19/07/2019 às 09:44:20

(Foto: divulgação/PC)
(Foto: divulgação/PC)

O caminhoneiro Marinaldo Ribeiro Milhomem, 32, “vítima” de um falso sequestro em Aparecida de Goiânia em junho deste ano, teve sua prisão preventiva decretada com a finalização do inquérito sobre o suposto crime. De acordo com a Polícia Civil, uma auditoria realizada na Regra Logística/AMBEV, onde o homem trabalhava, comprovou que o condutor descumpriu procedimento padrão de não manter valores em sua posse durante as entregas que fazia.

Além disso, o Marinaldo estava descontente com cortes de pontos feitos pela empresa depois que ele foi detido em uma ocorrência de violência doméstica.  Depois de subtrair o dinheiro das entregas, segundo as apurações, o condutor se evadiu para outro estado, ainda não informado. Na oportunidade, a empresa reforçou que R$ 20 mil estavam desaparecidos.

À época, com o sumiço inexplicado do condutor, que deixou as chaves do veículo carregado de bebidas, a polícia passou a trabalhar na hipótese de um sequestro. Porém, ainda em junho, um ajudante do motorista, ouvido pela empresa, afirmou que o homem não estava depositando os valores obtidos por meio das entregas no cofre do caminhão, o que, segundo supervisor da Regra Logística, “causava estranheza”.

Marinaldo responderá pela subtração de alto valor em dinheiro mediante abuso de confiança, o que pode lhe render uma condenação de até oito anos de reclusão. A Polícia Civil realizará, logo mais, nesta manhã (19), uma coletiva de imprensa para dar mais detalhes sobre as investigações.

Aguarde, este texto será atualizado.