Do Mais Goiás

Caminhoneiro supera recorde de embriaguez ao volante e é preso em Goianápolis

Homem atestou teor alcoólico cinco vezes maior do que é considerado crime de trânsito

Caminhoneiro supera recorde de embriaguez ao volante de 10 anos e é preso na BR-060 (Foto: Divulgação/PRF)
Caminhoneiro supera recorde de embriaguez ao volante de 10 anos e é preso na BR-060 (Foto: Divulgação/PRF)

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) prendeu em flagrante um homem de 37 anos que dirigia embriagado pela BR-060, na cidade de Goianápolis, região metropolitana de Goiânia, na manhã de segunda-feira (7). O caminhoneiro bateu recorde de embriaguez ao volante após atestar teor alcoólico cinco vezes superior ao que é considerado crime de trânsito. Quantidade é a maior registrada nos últimos 10 anos.

O crime foi registrado na praça de pedágio da cidade. De acordo com a corporação, funcionários do local informaram aos policiais sobre o homem que se recusava pagar a tarifa e não retirava o veículo da passagem, interrompendo o tráfego.

Ao chegarem no local, os policiais perceberam que o caminhoneiro estava agressivo, agitado, com a fala enrolada e  apresentava sinais de embriaguez. O teste do bafômetro foi realizado e o teor acusado pelo aparelho foi de 1,72 miligramas de álcool por litro de ar.

À corporação, o caminhoneiro disse que saiu de São Paulo e levaria molas de colchão até o Pará, no Norte do país. Segundo ele, no trajeto, ingeriu cachaça por algumas vezes.

Após o teste, o motorista foi levado para a delegacia de Polícia Civil de Anápolis. O caminhão foi retirado da rodovia por outro funcionário da empresa em que o detido trabalha.

Segundo a PRF, só nesta primeira semana de junho, 86 motoristas já foram flagrados dirigindo sob efeito de álcool. No mesmo período do ano passado, foram apenas quatro.