EXCLUSIVO

Câmeras flagram assalto cometido por suposto entregador de comida por aplicativo, em Goiânia

Ação dura 30 segundos. O homem desce da moto, aborda a vítima, leva a bolsa e, logo depois, foge


Joao Paulo Alexandre
Do Mais Goiás | Em: 07/12/2019 às 12:03:55

Câmeras flagram assalto cometido por suposto entregador de comida por aplicativo, em Goiânia (Foto: Reprodução)
Câmeras flagram assalto cometido por suposto entregador de comida por aplicativo, em Goiânia (Foto: Reprodução)

Câmeras de segurança flagraram o momento que um suposto entregador de comida por aplicativo assalta uma mulher na Rua C-130, no Jardim América, em Goiânia. O caso aconteceu na tarde de sexta-feira (6).

As imagens mostram a mulher andando pela rua quando foi surpreendida por um homem. Ele vestia bermuda jeans, camisa listrada vermelha com preto e tênis. É possível perceber que o suposto entregador tem uma tatuagem na perna esquerda.

Sobre a moto, nota-se a presença de uma caixa de entregas de comida de aplicativo. Ele desce do veículo, coloca a mão na cintura, dando a entender que estava armado, e leva a bolsa da vítima. Logo após, ele guarda a bolsa na caixa de entregas e foge. Toda ação dura 30 segundos. Até o momento, não há informações se a vítima prestou denúncia. Tampouco da prisão do suspeito.

Esse não foi um caso isolado nos últimos dias, em Goiânia. No último dia 22 de novembro, na Alameda Ricardo Paranhos, no Setor Marista, câmeras de seguranças também registraram o momento que um suposto entregador de aplicativo, armado, tentou cometer um roubo. A vítima conseguiu correr e não teve nenhum pertence roubado. O suspeito fugiu.

Já no último dia 4 de dezembro, um homem foi preso com várias porções de drogas e dinheiro em espécie no Parque Trindade III, em Aparecida de Goiânia. De acordo com a Polícia Militar (PM), os entorpecentes estavam sendo transportados dentro da caixa do aplicativo. Além dele, outras duas foram presas. No total, foram encontradas 12 quilos de maconha, objetos de serem trocados por drogas, balança de precisão e cerca de R$ 17 mil em espécie.