Fundo de garantia

Câmara aprova reajuste escalonado para depósitos do FGTS

O índice será reajustado a partir do ano que vem e se equiparará ao da poupança em 2019.




A Câmara dos Deputados aprovou na noite dessa terça-feira, em votação simbólica, substitutivo apresentado pelo relator, deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ), ao projeto de lei que reajusta os depósitos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) feitos de acordo com a taxa da poupança. O índice será reajustado a partir do ano que vem e se equiparará ao da poupança em 2019.

O texto do relator estabelece que os reajustes para os novos depósitos serão escalonados nos próximos quatro, sendo: em 2016, 4% mais Taxa Refencial (TR); 2017, 4,75% mais TR; 2018, 5,5% mais TR; e 2019, 6%. Os depósitos feitos até o fim deste ano continuam sendo reajustados pelas regras atuais.

Todos os líderes encaminharam suas bancadas favoravelmente à aprovação do texto do relator. A matéria segue agora para análise e votação dos senadores.

Tópicos