PROTESTO

Caldas Novas: Polícia retira à força idosa que gritava contra quarentena em banco

Aposentada se joga no chão para não ser retirada no local em que protestava contra medidas restritivas do govenro e do município


Laylla Alves
Do Mais Goiás | Em: 31/03/2020 às 16:26:10

(Foto Reprodução PM)
(Foto Reprodução PM)

A Polícia Militar (PM) retirou à força de uma agência bancária, em Caldas Novas, uma idosa que protestava aos gritos contra os decretos estadual e municipal que impuseram medidas restritivas para combater o alastramento do coronavírus. Houve tumulto no local.

De acordo com a PM, a idosa desobedeceu recomendações dos agentes sanitários e agiu com ignorância à abordagem dos policiais. Por isso, foi necessário tirá-la do local à força.

A polícia também disse que um funcionário da agência bancária tentou conversar com a idosa para agilizar o atendimento e encerrar o tumulto, mas não teve sucesso.

Segundo a PM, os policiais novamente tentaram conversar com a senhora e ela outra vez se recusou a acompanhá-los. Diante dos fatos, a corporação tentou retirá-la do local, mas ela começou a se debater, sendo necessário algemá-la.

De acordo com a polícia, no momento em que foi algemada, a aposentada se jogou no chão simulando um mal-estar. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi chamado para verificação do estado de saúde dela.

As algemas foram retiradas e a idosa foi liberada para cumprir suas pendências. Em seguida, ele foi conduzida a Unidade de Pronto Atendimento (Upa) para realização do exame médico, segundo a PM.

Foi feito o Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) pelo crime de infração de medida sanitária e desobediência. A aposentada assinou o termo de compromisso, e se comprometeu a comparecer em Juízo, e foi liberada.

*Laylla Alves é integrante do programa de estágio do convênio entre Ciee e Mais Goiás, sob orientação de Hugo Oliveira