Coronavírus

Caldas Novas convoca 33 médicos e disponibiliza cinco leitos de UTI para rede municipal

Prefeito Evandro Magal fará um anúncio, neste domingo (22), sobre o calendário e como será feita a vacinação da Influenza e Sarampo na cidade, que começa na segunda-feira (23)


Francisco Costa
Do Mais Goiás | Em: 21/03/2020 às 13:29:20

Caldas Novas (Foto: Divulgação)
Caldas Novas (Foto: Divulgação)

Após descartar um caso de suspeita de coronavírus, Caldas Novas, por meio do prefeito Evandro Magal, fez um reforço às medidas de segurança para a não contaminação pelo vírus. Na filmagem divulgada pelas redes sociais, ele afirma que a cidade possui cinco leitos de UTI destinados à infecção e que já foi determinada a convocação imediata de 33 médicos aprovados no último concurso. “Quatro, de emergência, já começam na segunda-feira (23).”

Magal também enviou um recado aos turistas. “Não venha para cá”, diz em trecho do vídeo. “Não vamos aceitar novas excursões. Remarque sua vinda. Queria muito recebê-los, mas não podemos”, advertiu o gestor. Em relação aos moradores, determinou: “E você que mora aqui, não saia na rua.”

Segundo o gestor, só devem sair da casa aqueles que precisarem ir ao mercado, hospital, farmácia ou panificadora. “Idoso, não saia de casa”, reforçou sobre a população que faz parte do grupo de risco. Além disso, ele informou que, na cidade, somente o emergencial vai funcionar.

Evandro lembrou, ainda, que, na segunda-feira, terá início a vacinação contra a Influenza e o Sarampo. Neste domingo (22), às 9h, o prefeito fará um anúncio, via redes sociais, de todo o calendário e como será feita a vacinação em Caldas. A campanha acontece em todo o País.

Teste negativo

Na sexta-feira (20), Caldas testou negativo para suspeita de coronavírus. Os exames foram feitos pelo Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen) do Governo de Goiás e descartaram a possibilidade de contaminação de uma profissional da saúde da cidade.

O resultado foi anunciado na noite de sexta pelo prefeito Evandro Magal e pela coordenadora da Vigilância Epidemiológica, a médica Gislene Cotian. Na quinta-feira (19), a prefeitura da cidade tinha confirmado a suspeita.

De acordo com o município, o caso foi identificado na tarde de quarta-feira (18) e a paciente foi colocada em isolamento. Além disso, a secretaria municipal de Saúde informou que, juntamente com a Vigilância Sanitária, tomava todas as providências necessárias, de acordo com o protocolo do Ministério da Saúde.