Samuel straioto
Do Mais Goiás

Caiado pretende tratar com Bolsonaro concessão de energia elétrica em Goiás

Governador quer discutir assunto com o presidente da República

Caiado pretende tratar com Bolsonaro concessão de energia elétrica em Goiás

O governador de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM) solicitou audiência junto ao presidente da República, Jair Bolsonaro (Sem Partido) para tratar da situação energética no estado. O governador quer apresentar a proposta ao presidente de vendas de ativos entre as empresas, ou seja, que alguma outra concessionária assuma a concessão no lugar da Enel e repasse a ela algum tipo de compensação financeira.

A data da reunião entre Caiado e Bolsonaro ainda não foi oficializada. “A evolução que teve foi o meu pedido de audiência com o presidente da República, esse assunto quero tratar com ele junto com o ministro para dizer a situação que estamos propondo e termos a esperança de termos uma melhor distribuição de energia”, declarou o governador.

O secretário estadual de Desenvolvimento e Inovação, Adriano da Rocha Lima, explicou ao Mais Goiás que, na prática, o que o governo quer é uma conciliação no processo. Ele destacou que o desejo é de resolver o problema da população.

Na avaliação do governo, a Enel demonstrou não ter capacidade de prestar um bom serviço na área de energia elétrica, daí a sugestão para transferir a concessão, por meio da venda de ativos para outra empresa.

Foi informado ao longo da semana, que a EDP, concessionária de origem Portuguesa que atua no Espírito Santo e em São Paulo, teria interesse em atuar em Goiás, no lugar da Enel. Segundo Adriano da Rocha Lima, pelo menos duas outras empresas teriam a intenção de distribuir energia elétrica no estado.

“É um processo natural de transferência de ativos, espero que a Enel tenha sensibilidade de perceber que o momento dela passou, porque ela não conseguiu atender. O Estado não pode mais conviver mais com isso, não há briga, vamos partir para conciliação, veja os interessados, negocie a transferência de ativos e deixe que outro assuma com mais responsabilidade, mais persistência para resolver o problema de energia elétrica em Goiás”, afirmou o secretário.

Em nota, a Enel informa que encerrou o ano de 2019 cumprindo todas as metas previstas no plano de ações e investimentos acordado em agosto com o Ministério de Minas e Energia, a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) e o Governo Estadual. E que em 2020 investirá mais de R$ 1 bilhão na rede elétrica de Goiás, cerca de 5 vezes mais do que os níveis históricos anteriores à privatização.

 

Confira a nota completa:

A Enel Distribuição Goiás reafirma o seu compromisso com o Estado e com os clientes goianos desde que assumiu a gestão da Celg-D em 2017, e continuará dedicando todos os seus esforços para garantir a confiabilidade do serviço no Estado. A empresa ressalta que em 2020 investirá mais de R$ 1 bilhão na rede elétrica de Goiás, cerca de 5 vezes mais do que os níveis históricos anteriores à privatização.

 

A companhia informa que encerrou o ano de 2019 cumprindo todas as metas previstas no plano de ações e investimentos acordado em agosto com o Ministério de Minas e Energia, a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) e o Governo Estadual.

 

A Enel esclarece que segue trabalhando fortemente e que os resultados já alcançados atestam o comprometimento da Enel no Estado, inclusive com a criação de novos empregos e capacitação de mão de obra local. Como parte do acordo firmado em agosto, a Enel acrescentou 102 MVA de potência instalada ao sistema elétrico goiano, totalizando 102% do previsto para dezembro de 2019. Entre agosto e dezembro do ano passado, a empresa também concluiu 709 novas conexões rurais, alcançando 103% do total previsto para o período. Para os próximos anos, a empresa aumentará de forma expressiva o número de conexões por ano, para cumprir com as solicitações históricas geradas nos últimos 10 anos. O plano de ações também previa, até o final de dezembro de 2019, a liberação de 207 MVAr por meio da instalação de bancos capacitores em subestações. Com a aceleração das obras, foram liberados 222 MVAr, alcançando 107% do acordado.

 

A companhia informa, ainda, que como resultado de meses de trabalho na construção de novas subestações, que são obras de grande complexidade, entregou duas subestações, uma em Mineiros e outra em Anápolis, e uma grande ampliação na subestação Trindade, todas em dezembro. Além disso, estão previstas para 2020 mais seis subestações e outras 121 ampliações e modernizações. A empresa ressalta que seguirá cumprindo rigorosamente o cronograma estabelecido para acelerar o aumento da oferta de energia e melhorar a qualidade do serviço em todo o Estado.