Francisco Costa
Do Mais Goiás

Caiado lamenta morte de empresário, jogadores do Palmas e piloto

"Neste momento de imensa dor e tristeza, expressamos nossa solidariedade e pedimos que Deus, em sua infinita bondade, console o coração de todos"

Caiado lamenta morte de empresário, jogadores do Palmas e piloto
Caiado

O governador Ronaldo Caiado (DEM) manifestou, por nota, pesar pela morte de Lucas Meira, filho do empresário Adair Meira, do Sistema Sagres de Comunicação, e de quatro integrantes do Palmas Futebol e Regatas, além do piloto do avião que os conduzia a Goiânia, comandante Wagner. Eles morreram em um acidente aéreo, neste domingo (24), após a decolagem.

Lucas Meira era natural de Goiânia, tinha 32 anos e morava em Palmas desde 2007, quando ingressou no curso de Agronomia na Faculdade Católica do Tocantins. Ele era empreendedor social e atuou como presidente conselheiro da Rede Nacional de Aprendizagem, Promoção Social e Integração (Renapsi) nos últimos anos, desenvolvendo projetos de formação e acesso ao primeiro emprego para jovens de Palmas e de todo o País.

“É com imensa tristeza que eu e minha esposa, Gracinha Caiado, soubemos da notícia do falecimento do presidente do Palmas Futebol e Regatas, Lucas Meira, e de mais quatro integrantes da equipe, além do piloto do avião que os conduzia a Goiânia, na manhã deste domingo (25/01)”, escreveu Caiado. “Neste momento de imensa dor e tristeza, expressamos nossa solidariedade e pedimos que Deus, em sua infinita bondade, console o coração de todos.”

O acidente vitimou seis pessoas. O empresário Lucas Meira, de 32 anos, presidente do Palmas Futebol e Regatas, os atletas Lucas Praxedes, Guilherme Noé, Ranule e Marcus Molinari e o piloto, comandante Wagner. A equipe enfrentaria o Vila Nova, em Goiânia, nesta segunda (25), pela Copa Verde.

Lucas Meira tinha 32 anos (Foto: Reprodução)

Confira a nota na íntegra:

É com imensa tristeza que eu e minha esposa, Gracinha Caiado, soubemos da notícia do falecimento do presidente do Palmas Futebol e Regatas, Lucas Meira, e de mais quatro integrantes da equipe, além do piloto do avião que os conduzia a Goiânia, na manhã deste domingo (25/01).

Lucas é filho do presidente do Sistema Sagres de Comunicação e Fundação Pró-Cerrado, Adair Meira, e seguiu o exemplo empreendedor do pai. Além de dirigir o time tocantinense, foi presidente e conselheiro da Rede Nacional de Aprendizagem, Promoção Social e Integração (Renapsi), uma organização da sociedade civil que atua em todo o país há quase três décadas e que tem como missão promover a inserção de jovens no mundo do trabalho.

Natural de Goiânia, o jovem tinha 32 anos, atuava também em startups de educação e mobilidade, e morava em Palmas desde 2007. Deixa esposa e uma filha de apenas 1 ano, Luísa.

Meira estava a caminho de Goiânia, com os jogadores Lucas Praxedes, Guilherme Noé, Ranule Reis e Marcus Molinari, e com o comandante Wagner, para a partida que seria realizada, nesta segunda-feira (25/01), entre Palmas e Vila Nova, pela Copa Verde. A aeronave em que estavam caiu pouco tempo depois da decolagem, na pista da Associação Tocantinense de Aviação (ATA), em Luzimangues, Porto Nacional.

Estendemos nossas condolências aos familiares de todas as vítimas deste trágico acidente. Neste momento de imensa dor e tristeza, expressamos nossa solidariedade e pedimos que Deus, em sua infinita bondade, console o coração de todos.